Saúde

Você conhece o conceito de saudabilidade alimentar?

Na última década, o comportamento alimentar do brasileiro sofreu uma drástica transformação. A maior preocupação das pessoas atualmente é a saúde.

Na última década, o comportamento alimentar do brasileiro sofreu uma drástica transformação. A maior preocupação das pessoas atualmente é a saúde.

A principal justificativa é que estamos mais informados e conscientes sobre os cuidados que devemos ter com a nossa saúde, e o resultado é a mudança em nossos hábitos alimentares, dando preferência para alimentos que são capazes de nutrir nosso corpo, trazendo benefícios à nossa saúde.

O nome desse conceito é saudabilidade alimentar, uma tendência que chega junto com o aumento na longevidade. Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil será o sexto país em número de idosos em 2025, chegando à marca de 32 milhões de pessoas com 60 anos ou mais. E todos queremos chegar a essa idade com saúde, não é mesmo?

Ao menos é o que apontou um estudo realizado pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e apoio de instituições e colaboradores especiais. O projeto Brasil Food Trends 2020 (“Tendências alimentares brasileiras em 2020”), cujo objetivo é a apresentação das principais tendências da alimentação e a análise de seus impactos para as diferentes atividades e setores de alimentos no Brasil, mostrou que as indústrias atentas aos movimentos do mercado têm como tendências “sensorialidade e prazer”, “saudabilidade e bem-estar”, “conveniência e praticidade”, “confiabilidade e qualidade”, “sustentabilidade e ética”.

O envelhecimento da população junto aos avanços da ciência, com estudos que vinculam determinadas dietas às doenças e o problema do excesso de peso e obesidade nas populações de vários países têm estimulado o consumo de produtos mais saudáveis, com menos açúcares e menos industrializados.

Dessa forma, já existem muitos alimentos funcionais, dietas personalizadas e nutracêuticos, mas ninguém precisa de alimentos especiais para seguir o conceito de saudabilidade alimentar.

A nutricionista Claudicélia Vieira sugeriu algumas trocas alimentares inteligentes para quem preza para a saúde e pretende chegar à velhice com bastante vigor.

1. Açúcar branco, cristal ou refinado, por açúcar mascavo ou açúcar tipo demerara (nesta ordem)

Por não ter passado pelo refinamento, o açúcar mascavo é rico em vitaminas e minerais (cálcio, magnésio fósforo)
 

2. Leite integral por leite desnatado

O leite desnatado presenta menor teor de gordura saturada, que é responsável, dentre outros fatores, por aumentar os níveis de colesterol sanguíneo.

 

3. Banha de porco por óleo vegetal (milho, girassol, azeite de oliva extra virgem)

Os óleos vegetais são ricos em ácidos graxos poli-insaturados (ômega 6) e monoinsaturados, sendo excelente troca a qual auxilia em uma boa saúde cardíaca.

 

4. Nata por creme de ricota

Com essa substituição reduzimos o teor de gordura saturada e o valor calórico, que contribui para a manutenção do peso saudável.

 

5.Farinha branca por farinha integral (ou preparações que a contenham)

Rica em fibras, auxilia no funcionamento intestinal e na saciedade e, como consequência, auxilia na manutenção do peso saudável.

Classificados