Pato Branco

TV Sudoeste entra no ar em HD nesta quarta-feira

A TV Sudoeste, emissora da Fundação Cultura Celinauta, ingressa hoje no mundo da TV Digital, para o qual deverão migrar todas as emissoras do país.

Ingresso na era digital exigiu investimentos de R$ 4 milhões

A emissora, dirigida pelos frades franciscanos e afiliada à Rede TV, está investindo R$ 4 milhões para ingressar na era digital. “Os investimentos em equipamentos de última geração lançam a TV Sudoeste no grupo de elite da televisão brasileira”, afirma o diretor da Rede Celinauta, frei Neuri Reinisch.

Frei Neuri afirma que a TV digital é uma nova forma de fazer televisão, com maior interatividade e qualidade superior do sinal que o telespectador vai receber em casa. “Para nós, da Fundação Cultural Celinauta, o momento da inauguração é histórico, fruto de grandes investimentos em tecnologia e capacitação de nossos profissionais”.

Na visão de frei Neuri, a televisão brasileira passa por um processo de regionalização, onde os canais locais terão participação cada vez maior no mercado de audiência. “Nossa abordagem diária é valorizar a vida, resgatando os valores franciscanos deixados como legado por nosso maior líder, São Francisco de Assis”.

Segundo o frei, a emissora se propõe a entrar nas casas das pessoas com um jornalismo comunitário, apresentando o factual, mas sempre permitindo que o receptor da mensagem possa concluir as repercussões do ocorrido na sua vida pessoal e comunitária.

A nova fase exigiu muito esforço, de acordo com ele. Nos bastidores, uma equipe multiprofissional ainda trabalha para dar um novo visual à plástica da programação da emissora, que, a partir de agora, conta com um novo lema: “TV Sudoeste, a TV da nossa casa!”.

A estrutura física nos estúdios também passa por ampla reforma para adaptar-se à nova tecnologia. “Queremos que a TV Sudoeste chegue aos lares com a melhor programação da televisão regional, com jornalismo de credibilidade e entretenimento para ajudar a construir um mundo melhor, dentro dos ideais franciscanos”, concluiu frei Neuri.

Frei Nelson Rabelo, vice-presidente da Fundação Cultural Celinauta, mantenedora da TV Sudoeste, lembra que a emissora entra numa nova fase, que representa um grande avanço. “Quando o nosso canal entrou no ar, 1987,  fazer televisão era quase um artesanato, com maquinário bastante primitivo. Não havia as benesses da informática, cuja vinda trouxe um avanço significativo na produção e jornalismo”.

Com a digitalização na produção, aliada ao sistema HD na transmissão, os lares da região receberão qualidade excepcional de imagem. “Nossa preocupação é possibilitar veicular, com  qualidade de imagem, os valores próprios do Evangelho, na visão de São Francisco de Assis”, acentua frei Nelson.

Classificados