Especial

Thomazoni, a voz que mobilizou os colonos pelo rádio

["O locutor Ivo Thomazoni, em 1957, na R\u00e1dio Colmeia"] (Foto: Acervo histórico)

Ivo Thomazoni também é considerado um dos líderes da Revolta dos Posseiros de 1957. Junto com Jácomo Trento, o Porto Alegre, comprou a briga com as companhias colonizadoras que queriam extorquir, matar ou expulsar os colonos das terras do Sudoeste.

Através do microfone da Rádio Colmeia, o locutor Ivo Thomazoni mantinha a população informada sobre as ações dos jagunços, que aterrorizavam pela região. Também foi pelas ondas do rádio que Thomazoni informou sobre a chacina da família de João Saldanha e sobre a surra que três adolescentes, filhos de Kaminski, levaram dos jagunços, apresentando muitos hematomas por terem apanhado de correia de motor de carro. Fatos que foram considerados o estopim para a Revolta, por ele e por Porto Alegre.

“Pedia ao Thomazoni que de meia em meia hora contasse o que os jagunços estavam fazendo aos colonos. Convocamos o povo pela rádio para ir para rua decidir como daríamos um basta nas companhias colonizadoras. Em poucas horas havia mais de 600 pessoas em frente à rádio, muitas delas armadas”, relembrou Porto Alegre.

A jornalista Cirene Vanzela Miotto contou no livro “Rádio Celinauta – 50 anos” como Thomazoni, catarinense de Joaçaba, veio parar em Pato Branco. “Estava em viagem, com o caminhão carregado de suíno, quando teve que pernoitar em Pato Branco, pois a chuva o impedia de continuar. No Hotel Brasil ouviu um anúncio de teste para locutores na Rádio Colmeia”. Foi então que passou a ser locutor da rádio e ajudou a mudar a história da região Sudoeste.

Dos microfones da rádio, Thomazoni alçou a carreira política. Foi fundador da União Democrática Nacional (UDN) na região Sudoeste e mais tarde prefeito de Pato Branco na 3ª legislatura.

 

 

 

Classificados