Eleições 2016

Sudoeste será administrado por 11 partidos

PMDB passará a ser o partido com maior número de prefeitos na região



As eleições de domingo (2) geraram um novo mapa político do Sudoeste. Se até o fim de 2016 a região têm dez partidos à frente dos Executivos municipais, a partir de 2017, 11 partidos estarão à frente dos municípios da região.

Outra transformação que será visa nos próximos anos é a renovação nos comandos. Dos 42 municípios da região, 27 dos atuais prefeitos buscaram a reeleição, contudo, 13 (52%) conseguiram seus objetivos.

Desta forma, em 1º de janeiro de 2017, 69% dos municípios passarão a ser administrados por novos gestores.

A microrregião de Pato Branco teve sete prefeitos reeleitos, enquanto na de Francisco Beltrão, seis darão continuidade ao trabalho que estão em andamento.

 

Partidos

Na atual gestão, o PSDB é o partido com maior número de prefeitos na região, são 11; PDT e PMDB tem cada um oito prefeitos; enquanto que PP, PSC e PT administram três municípios cada; já PSD e PR respondem cada um por dois municípios e PV e PPS por um.

Já para a gestão 2017-2020, o PMDB passa a ser a legenda com maior número de prefeitos, 12.

O PV é o partido que proporcionalmente teve a maior crescente nessas eleições. Atualmente, a legenda administra um município, já na próxima gestão serão três. PSC e PPS também viram suas siglas se ampliarem pelo Sudoeste.

Neste mandato, o PSC tem três prefeitos no Sudoeste, enquanto que na próxima gestão serão quatro. Já o PPS que administra um município, passará a dois.

Novos, PEN e PHS conseguiam já na primeira eleição eleger prefeitos na região. Cada um, administrará um município.

Por sua vez, os tucanos, que respondem atualmente pelo maior número de prefeituras, perderam quatro representações. Assim como o PSDB, o PDT viu seu número de prefeitos eleitos cair, de oito municípios, o partido administrará, seis.

O PT também registrou queda de gestão para o próximo mandato. O partido que está no Executivo de três municípios, passará a estar em dois. O mesmo aconteceu com o PP.

Já o PR foi a única legenda que manteve o mesmo número de eleitos, um.


Classificados