Pato Branco

Sescap-PR promove campanha Declare Certo em Pato Branco

A campanha aconteceu nessa sexta-feira, na praça Presidente Vargas (Foto: Marcilei Rossi)

O Sescap-PR realizou na sexta-feira (13), das 9h às 17h, na praça Presidente Vargas, em Pato Branco, mais uma edição da campanha Declare Certo, que vem sendo realizada todos os anos pela entidade.

Essa foi a 15ª edição consecutiva da campanha, que tem por objetivo esclarecer dúvidas e dar orientação à população sobre a forma correta de preencher a declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).

De acordo com Graciele Novelo Viacelli, que trabalha no setor administrativo da regional Pato Branco do Sescap-PR, participaram da campanha cerca de 20 voluntários, entre empresários contábeis e acadêmicos de contabilidade.

Foram atendidas cerca de 60 pessoas, que contaram com os esclarecimentos dos profissionais para sanar suas dúvidas sobre o preenchimento correto da declaração do IR, que precisa ser entregue à Receita Federal até o próximo dia 30.

Graciele contou que a cada edição da campanha mais pessoas buscam orientações junto ao Sescap-PR. Neste ano, no entanto, as principais dúvidas foram em relação a obrigatoriedade de declarar os rendimentos e sobre a novidade de incluir o número do CPF dos dependentes a partir de 8 anos, completados até o dia 31 de dezembro de 2017.

Outras dúvidas dos contribuintes foram em relação ao local, no preenchimento, onde devem ser declarados as dívidas, os imóveis, os veículos e os financiamentos.

Graciele revelou, inclusive, que algumas pessoas levaram o computador para à praça, para que o voluntário pudesse explicar como elas deveriam proceder na hora de preencher a declaração.

Além de Pato Branco, a campanha também foi realizada em Curitiba, Maringá, Cascavel, Umuarama, Guarapuava, Foz do Iguaçu, Toledo e Arapongas, onde há escritório regional do Sescap-PR.

IR

A Receita Federal disponibilizou em fevereiro o programa de preenchimento da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2018, ano base 2017. O prazo de entrega iniciou em 1º de março e segue até 30 de abril, prazo final de entrega.

Está obrigado a declarar quem recebeu rendimentos tributáveis, em 2017, em valores superiores a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, deve declarar quem teve receita bruta acima de R$ 142.798,50.

Em todo o país, a Receita espera receber neste ano 28,8 milhões de declarações de IR, 300 mil a mais do que em 2017, quando foram entregues 28,5 milhões de declarações.

De acordo com o delegado Paulo Sérgio Cordeiro Bini, da Delegacia Regional da Receita Federal de Cascavel, o número de declarações entregues em Pato Branco, até o momento, gira em torno de 5.000. A expectativa é que 15.600 declarações entrem no Sistema da Receita Federal, em Pato Branco, até 30 de abril.

Como preencher

A declaração poderá ser preenchida por meio do programa baixado no computador ou do aplicativo “Meu Imposto de Renda” para tablets e celulares. Por meio do aplicativo, é possível ainda fazer retificações depois do envio da declaração.

Outra opção é mediante acesso ao serviço Meu Imposto de Renda, disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC), no site da Receita, com uso de certificado digital.

A multa para quem apresentar a declaração depois do prazo é de 1% por mês de atraso sobre o imposto devido, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20%.

Novidades

painel inicial do sistema traz informações das fichas que poderão ser mais relevantes para o contribuinte durante o preenchimento da declaração. Neste ano é obrigatória a apresentação do CPF para dependentes a partir de 8 anos, completados até o dia 31 de dezembro de 2017.

Na declaração de bens, serão incluídos campos para informações complementares, como números e registros, localização e número do Registro Nacional de Veículos (Renavam). Também será incluída a informação sobre a alíquota efetiva utilizada no cálculo da apuração do imposto.

Outra mudança é a possibilidade de impressão do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) para pagamento de todas as cotas do imposto, inclusive as que estão em atraso.