Política

Senadores assinam manifesto com pedido para Bolsonaro vetar lei do abuso

Pelo menos 30 senadores assinaram um manifesto pedindo que o presidente Jair Bolsonaro vete integralmente o projeto de lei do abuso de autoridade, aprovado na Câmara dos Deputados na última quarta-feira. A lista de signatários tem parlamentares do Podemos, PSB, Rede, Cidadania, PP, Patriota, PSD, PP, PSL, PSD, PSDB, PL e PSC.

O líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP) foi um dos que assinaram o manifesto. Junto a outros senadores, Olimpio participou de um protesto de auditores-fiscais contra "ataques" ao órgão e o afastamento de dois servidores da Receita de suas atividades pelo Supremo Tribunal Federal (STF) depois de vazamento de investigação contra o ministro Gilmar Mendes. Ele também defendeu a instalação da CPI "Lava Togas". "É preciso que se busque equilíbrio entre os poderes", completou.

Também participaram do protesto os senadores Álvaro Dias (Podemos-PR), Marcos do Val, Reguffe (sem partido-DF) e outros.

Classificados