Região

Seminário reúne técnicos e produtores de soja em Francisco Beltrão

(Foto: Assessoria)

Na última semana, foi realizado em Francisco Beltrão, no auditório do Centro de Eventos, o Seminário Regional de Produtores de Soja. Além de diversas palestras, também houve a apresentação da avaliação sobre a redução das perdas durante a colheita da última safra. O encontro foi promovido pela Secretaria Estadual de Agricultura, Emater e Embrapa Soja, com apoio da Prefeitura de Francisco Beltrão e da Unisep.

Durante o evento, o vice-prefeito e secretário municipal de Planejamento, Antonio Pedron, destacou a importância do agronegócio na economia regional e comentou sobre a importância de se buscar alternativas e tecnologias para melhorar a qualidade, aumentar a produtividade e, neste caso específico, buscar a redução de perdas durante a colheita.

A diretora de Agropecuária da prefeitura, Maria Lúcia Matarezi, lembrou que, desde que a campanha de redução perdas da soja começou em 2010, as perdas foram sendo reduzidas diminuindo gradativamente. “Milhões de reais foram ganhos com esta campanha, melhorando a renda do agricultor e fortalecendo a economia regional. Este resultado só foi possível graças ao esforço dos técnicos, agricultores e empresas envolvidas no setor”, frisa.

Os palestrantes da Embrapa e da Emater discorreram sobre as perspectivas da rentabilidade da cultura da soja, manejo de doenças através do uso de fungicidas com critérios técnicos e econômicos, manejo de pragas, enfocando a produtividade com resultados econômicos e sociais, e a diversificação de cultivos como base para a rentabilidade e conservação de solos. Produtores de diversos municípios da região participaram das atividades.

Redução de perdas

Na safra 2017/2018 foi realizada a 8ª edição da Avaliação de Redução das Perdas na Colheita da Soja, com os 20 municípios da região administrativa da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seab) e da Emater de Francisco Beltrão. A comissão de avaliação é formada por técnicos da Seab, Emater, Associação Sistema Estadual do Meio Ambiente (Assema), Prefeitura de Francisco Beltrão e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

O principal objetivo é incentivar a máxima eficiência na colheita do grão, evitando desperdícios, problemas sanitários e melhorando a renda dos agricultores. Em 2010, quando iniciou este trabalho, foram constatadas perdas na colheita na ordem de 2,5 sacas por hectare, resultando num desperdício superior a 600 mil sacas nestes 20 municípios.

Além da perda financeira, também existe o risco sanitário, pois a soja que permanece na lavoura germina, se desenvolve e fica reproduzindo as pragas e doenças, principalmente a ferrugem asiática. Com o trabalho, as perdas diminuíram e hoje estão abaixo de uma saca por hectare, valores tecnicamente toleráveis.

Classificados