Política

Restam apenas 15 dias para regularizar o Título de Eleitor

(Foto: Divulgação)

Ao contrário do que vinha sendo anunciado, o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), antecipou o prazo de revisão biométrica para eleitores da área de abrangência do Cartório Eleitoral de Pato Branco.

Assim, eleitores de Pato Branco, Vitorino, Bom Sucesso do Sul e Itapejara D’Oeste, que tinham até 25 de outubro deste ano para a regularização do Título de Eleitor, passam a ter até um prazo menor para normalização do documento.

Segundo a chefe do Cartório Eleitoral de Pato Branco da 73ª Zona Eleitoral, Karina Gouvêa, com a determinação da presidência, o prazo para a regularização da biometria na área do cartório passa a ser 27 de setembro.

Com apenas 15 dias para o fim do processo de revisão biométrica, o Cartório Eleitoral vai realizar plantão no sábado (14) e domingo (15), das 10h às 17h, sem interrupção para o almoço.

Segundo Karina, 25% dos eleitores de Pato Branco, não realizaram a revisão biométrica, mesmo o índice sendo elevado, a chefe do alerta que esta não é a porcentagem maior na área de atuação.

Dos eleitores de Vitorino, 40%, não efetuaram o processo e podem ficar sem o documento que é obrigatório para votar, uma vez que serão cancelados.

Para realizar a revisão biométrica, os eleitores devem comparecer no Cartório Eleitoral, com comprovante de endereço, documento pessoal e o título de eleitor.

O eleitor que preferir realizar a regularização biométrica antes mesmo do mutirão, pode agendar atendimento no site do TRE, na aba biometria. Este procedimento evita que o eleitor enfrente fila na normalização do documento.

A falta de regularização do título sujeita o eleitor a uma série de restrições e impedimentos legais:

– Obter passaporte ou carteira de identidade;

– Receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como de fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;

– Participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal, dos municípios ou das respectivas autarquias;

– Obter empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;

– Inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado;

– Renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;

– Praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou Imposto de Renda;

– Obter qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

Classificados