Região

Projeto viabiliza equipamento de radioterapia

Termo de compromisso entre Itaipu Binacional e Instituto Policlínica PB deve garantir a liberação de mais de R$ 4 milhões para compra de novo aparelho
Lideranças na assinatura do termo de compromisso (Foto: Nelson da Luz Junior)
Foi realizada na noite desta sexta-feira (18), no plenário da Câmara de Vereadores de Pato Branco, a assinatura de um termo de compromisso entre a Itaipu Binacional e o Instituto Policlínica PB, que viabiliza o repasse de recursos para aquisição de um acelerador linear, equipamento utilizado para tratamentos de radioterapia.
A assinatura prevê a liberação de um valor de R$ 4.224.480,00 para a compra do aparelho, que será instalado no Hospital do Câncer de Pato Branco. O evento contou com a presença de lideranças locais de vários segmentos, além do prefeito Augustinho Zucchi, vereadores e representantes políticos de vários municípios, e do deputado federal Fernando Giacobo, que articulou a liberação dos recursos.
De acordo com Sadao Yamamoto, diretor presidente do Instituto Policlínica PB, entidade sem fins lucrativos responsável pela gestão hospitalar da Policlínica Pato Branco, o aparelho possibilitará a realização de novos procedimentos. “Além do tratamento radioterápico, o equipamento incluirá mais alguns procedimentos. Pode ser feito, por exemplo, uma radiação localizada para um determinado tumor, e cirurgias não invasivas”, detalha Yamamoto.
A expectativa é que os recursos sejam liberados em até 30 dias após a assinatura do convênio. Porém, a data de início de funcionamento do aparelho ainda não foi adiantada, pois depende de fatores como fabricação e importação, entre outros detalhes.
Para ele, o aparelho também significará um melhor atendimento para os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), oriundos de pelo menos 15 municípios da microrregião de Pato Branco e de sete cidades da 3ª Regional de Saúde de Santa Catarina, com população somada de mais de 300 mil pessoas.
Sandra Borba, presidente da Fundação Sudoestina de Combate ao Câncer, classificou a parceria como uma conquista, alcançada em um momento histórico, no ano em que a fundação completa 20 anos de existência.
Sandra disse ainda que o novo aparelho proporcionará um melhor tratamento para os pacientes que passam pelo Hospital do Câncer. Ao todo o hospital realiza cerca de 140 atendimentos por dia. A assinatura do convênio contou com a presença de colaboradores da fundação, membros de grupos de apoio a pacientes com câncer, como o Gama, e de núcleos da entidade, articulados em municípios como Palmas e Campo Erê.
 
Encontro aconteceu na Câmara de Vereadores de Pato Branco