Pato Branco

Projeto criado por policial entrega brinquedos nas escolas

Soldado Rodrigo Borges entrega presentes na escola Olavo Bilac (Foto: Helmuth Kühl/Diário do Sudoeste)

Ao longo desta semana está sendo realizada mais uma etapa do projeto “Policial junho à comunidade”, uma iniciativa de Rodrigo Borges, soldado da Polícia Militar do Paraná, que distribui brinquedos a crianças de escolas de Pato Branco. O projeto é realizado há cinco anos, próximo ao dia 12 de outubro quando se comemora o Dia das Crianças.

Segundo Borges, em 2019 serão distribuídos 6.500 brinquedos em 21 escolas, centros municipais de educação infantil e entidades. São elas: São Cristóvão (escola e CMEI); Enedina Colla; Alvorada (escola e CMEI); Santo Antônio; Veneza; Novo Horizonte (escola e CMEI); Olavo Bilac (Escola e CMEI); Irmã Dulce (Escola e CMEI); Remanso da Pedreira; Vila Verde (Escola e CMEI); Pinheirinho (Escola e CMEI); São Roque (Escola e CMEI) e Gralha Azul.

A intenção do projeto, de acordo com Borges, é aproximar a corporação das crianças para que elas entendam o papel da Polícia Militar na comunidade. “Por meio do projeto é mostrado que eles têm outros caminhos a seguir, sempre que tiverem alguma dificuldade, ou que alguém os convide para fazer algo de errado que eles lembrem que a polícia está do lado deles”, disse o soldado.

Borges diz ter buscado inspiração nas atitudes dos pais, proprietários de um mercado no bairro onde vivem, que costumam realizar ações voltadas a comunidade.

O policial está na corporação há sete anos, e conta que pretende ampliar o projeto, que conta com a ajuda de empresas e outros parceiros. Seu objetivo é alcançar todas as escolas da cidade. 

“Só conseguimos tirar o projeto do papel através de amigos, familiares e empresários que apoiam essa causa. Se não fosse eles, nada seria possível. Então eu agradeço de coração a todos que ajudam, pois quanto mais suporte tivermos, mais crianças vão ficar felizes”, disse o idealizador do projeto.

Para Tania Maria dos Santos, diretora da Escola Municipal Olavo Bilac, a iniciativa também contribui para mudar a percepção que algumas crianças têm da Polícia Militar. “Há adultos que usam a polícia para assustar as crianças, dizendo que a ‘polícia vai te pegar’. O projeto faz com que as crianças não tenham mais medo. A ideia é que elas confiem no policial”, disse.

Este foi o primeiro ano em que a escola foi integrada ao projeto. Segundo Tania outra iniciativa da Polícia Militar também é realizada na escola, o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).

Classificados