Pato Branco

Premiada peça “O Malefício da Mariposa” chega a Pato Branco

A adaptação do Ave Lola para o texto de Frederico Garcia Lorca obteve oito indicações e foi premiada como melhor espetáculo (Foto: Divulgação)

Um amor impossível é um problema para qualquer coração, seja de um poeta, de um inseto ou de um inseto poeta. “O Malefício da Mariposa”, do Ave Lola Espaço de Criação, conduz o público a esse sentimento. A montagem foi eleita o melhor espetáculo teatral de 2012 pelo Prêmio Gralha Azul e tem se tornado sucesso de público e crítica. Até o dia 19 de outubro, esta delicada adaptação da obra de Lorca passa por 13 cidades do interior do estado por meio do Circuito Cultural do Sesi, projeto do Sesi Cultura Paraná.

Em Pato Branco, a peça será exibida nesta quarta-feira (10), às 19h, no Centro Cultural Sesi, localizado na rua Xingu, 83. A apresentação possui ingresso solidário (doação voluntária de 1kg de alimento não perecível).

No espetáculo bilíngue (espanhol-português) “O Malefício da Mariposa”, os personagens hora são vividos por bonecos, hora por atores. Essa é a linguagem que o Ave Lola escolheu para contar uma história de amor e paixão entre insetos que habitam em um jardim onírico e repleto de surpresas encantadoras. Adiciona-se a esse encantamento a música de Jean-Jacques Lemêtre. Uma trilha sonora onde a magia e o trágico destino de Curianito (personagem central da obra) se revelam suavemente.

A adaptação do Ave Lola para o texto de Frederico Garcia Lorca obteve oito indicações e foi premiada como melhor espetáculo, melhor sonoplastia e melhor atriz pela principal premiação do teatro paranaense, o Troféu Gralha Azul. De acordo com a diretora Ana Rosa Tezza, para levar à cena esse texto poético, foi necessário um intenso e diário trabalho de imersão. “Nós nos aprofundamos no universo da obra e no imaginário destes seres do jardim. Assim, nos encontramos entre a linguagem do teatro de formas animadas e o trabalho com atores de carne e osso”, explica.

Classificados