Pato Branco

População reclama que vidros não estão sendo recolhidos pela coleta seletiva

Os vidros descartados devem ser acondicionados em bags, sacos ou sacolas plásticas para a coleta (Foto: Helmuth Kühl)

O lixo produzido em Pato Branco é gerenciado através do Programa Municipal de Gerenciamento de Lixo Urbano, onde a coleta convencional de resíduos recolhe o lixo orgânico e o lixo seco não reciclável, realizada pela prefeitura com caminhão compactador, em toda a área urbana. O programa também contempla a coleta de resíduos recicláveis, realizada pela Cooperativa de Trabalho dos Agentes Ambientais de Pato Branco (COTAAPB).

O programa é coordenado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e conta com a parceria de entidades, como o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e o Conselho Municipal de Meio Ambiente de Pato Branco (CMAPB).

Existe um cronograma de coletas para os lixos orgânico e reciclável, tanto para o perímetro urbano quanto para a área rural. Os resíduos recolhidos são encaminhados para o aterro municipal.

Segundo informações da Secretaria de Meio Ambiente, Pato Branco gera aproximadamente 70 toneladas de resíduos sólidos por dia, que são recolhidos, transportados e destinados, diariamente, ao novo aterro sanitário municipal, que fica localizado na BR-158, km 528, saída para Vitorino.

Vidros

Entre os resíduos considerados recicláveis está o vidro, seja em forma de garrafas, recipientes, vasilhames, copos ou frascos de compotas, perfumes, remédios, etc. Entretanto, há várias reclamações de moradores de Pato Branco que afirmam que os coletores de lixo reciclável não recolhem os vidros que são deixados na lixeira para o descarte.

Muitos cidadãos queixaram-se de que o caminhão da coleta seletiva passava, recolhia o lixo reciclável, mas deixava os vidros para trás. Principalmente se naquela oportunidade, o morador tivesse descartado uma quantidade maior de recipientes e garrafas de vidro.

A reclamação também acontece por parte de alguns comércios, localizados nos bairros, que precisam descartar esse tipo de resíduo e não o veem ser levado pela coleta seletiva. Tanto moradores quanto comerciantes ressaltam que quando os vidros não são recolhidos, ficam nas lixeiras por semanas, até que eles próprios os deem destino, porque os coletores de lixo orgânico também não os recolhem.

Recolhimento

Oraides Maranoski, coordenador da Cooperativa de Trabalho dos Agentes Ambientais de Pato Branco (COTAAPB), responsável pelo recolhimento do lixo reciclável no município, explicou que os agentes ambientais são orientados a recolher os vidros descartados pelos moradores.

Segundo ele, somente não são recolhidos os vidros que são descartados pelos estabelecimentos comerciais que trabalham com esses produtos em abundância, como, por exemplo, bares e restaurantes. No entanto, esses comércios levam os vidros diretamente até o aterro sanitário, que dispõe de um espaço para esse tipo de material.

Nas residências, no entanto, os vidros descartados devem ser acondicionados em bags, sacos ou sacolas plásticas para a coleta. Outra alternativa é depositá-los nos contêineres azuis espalhados na região central da cidade, cujos resíduos são coletados diariamente durante a noite, para evitar transtornos ao trânsito e à população.

Vidros quebrados

Maranoski ressaltou que caso os vidros estejam quebrados, a população deve armazená-los em recipientes seguros, como caixas de papelão ou garrafas PET, e lacrados com fita adesiva, para evitar que os agentes sejam feridos.

De acordo com ele, os vidros armazenados no aterro são recolhidos todo o mês por uma pessoa de Pato Branco que os tritura e leva o material para a reciclagem, nos grandes centros. A cooperativa recebe R$ 40 por tonelada de vidro vendida.

Vale lembrar que, de acordo com o Guia Prático do Programa Municipal de Gerenciamento de Lixo Urbano, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Pato Branco, não são recicláveis os vidros: espelhos, lâmpadas, cerâmicas, porcelanas, tubos de TV, vidro temperado de carro, faróis, cristais, pirex e ampolas de remédios.

 

Cronograma das coletas recicláveis no perímetro urbano

Dia: Segunda-feira

Bairros/locais: Planalto, Bela Vista, Paula Afonso, Alto da Glória, São João, Dal Ross, Menino Deus, Amadori, Jardim Primavera, Jardim das Américas e Sambugaro e condomínios. Distrito de São Roque do Chopim, a cada 15 dias

Dia: Terça-feira

Bairros/locais: Anchieta, Trevo da Guarani, Parzianello, Bancários, Baixada, Industrial, São Vicente, Bonatto, La Salle e Parque do Som

Dia: Quarta-feira

Bairros/locais: Santa Terezinha, Morumbi, Pinheirinho, São Roque, Alvorada, Gralha Azul, Veneza, Santo Antonio, Sudoeste, São Cristóvão e condomínios

Dia: Quinta-feira

Bairros/locais: Vila Izabel, Pinheiros, Cadorin, Brasília, Cristo Rei, Novo Horizonte, Jardim Floresta, Bortot e Vila Verde

Dia: Sexta-feira

Bairros/locais: Vila Esperança, Aeroporto, Fraron, Pagnoncelli, São Francisco, São Luís, Cetis, UTFPR, Parque Industrial e condomínios

(Fonte: Guia Prático – Programa Municipal de Gerenciamento de Lixo Urbano/ Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Pato Branco)

Classificados