Segurança

Polícia registra três homicídios na região

A Polícia Militar registrou três homicídios no fim de semana na região. Sexta-feira à noite, em Honório Serpa, uma confusão em um bar resultou na morte de um homem de 41 anos, atingido por golpes de facão. Sábado, em Francisco Beltrão, um homem de 67 anos morreu após ser esfaqueado durante uma briga. Domingo, em Flor da Serra do Sul, um homem de 32 anos foi morto a golpes de facão.

Segundo informações da Polícia Militar, na comunidade de Pinho Fleck, em Honório Serpa, houve na última sexta-feira, por volta das 23h30, uma confusão num bar e o proprietário resolveu fechar o estabelecimento, mantendo os clientes no seu interior e um homem ficou do lado de fora, quando tentou arrombar a porta. Na confusão, Gilmar da Silva foi atingido por golpes de facão na cabeça, mas atirou contra dois rapazes, atingindo um deles no tórax, sendo um jovem de 16 anos. Ambos foram socorridos e encaminhados ao Hospital São Lucas, em Pato Branco, mas Gilmar morreu na madrugada de sábado. O crime está sendo investigado pela Polícia Civil.

No sábado à tarde, em Francisco Beltrão, dois homens saíram de um bar e no caminho para casa acabaram brigando. Ivo Miguel Francio, 67 anos, foi atingido por um golpe de faca no peito. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu após dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A Polícia Militar descobriu o nome do acusado do homicídio e realizou buscas na residência dele. A mulher do suspeito afirmou que ele passou em casa, deixou o neto e saiu. Os policiais também realizaram buscas na residência da sogra dele, mas não conseguiram localizar o acusado do homicídio.

Já em Flor da Serra do Sul, houve uma briga domingo à noite na rua Renê Francisco Damo, onde Luiz Carlos Farias, 32 anos, foi morto a golpes de facão. Dois homens são suspeitos da autoria do homicídio, sendo que um deles foi localizado, com apoio de policiais de Marmeleiro, no bairro Serra Alta. Ele apresentava um corte profundo na mão esquerda, mas negou ter participado da briga, alegando ter cortado a mão com uma garrafa de cerveja. O suspeito, que não teve o nome divulgado, foi encaminhado ao Hospital Regional de Francisco Beltrão e depois para a Delegacia da Polícia Civil. O outro acusado do crime não foi localizado.

A Polícia Militar isolou o local até a chegada de um perito do Instituto de Criminalística, que fez o levantamento do homicídio. Em seguida, o corpo de Luiz Carlos foi encaminhado para necropsia no Instituto Médico (IML) de Francisco Beltrão.

Classificados