Esportes

Pato vence e não pode mais ser alcançado na tabela de classificação

(Foto: Marcilei Rossi/Diário do Sudoeste )

Duas equipes tradicionais do futsal paranaense se enfrentaram no Dolivar Lavarda, em Pato Branco, na noite desta terça-feira (10), pela Série Ouro do Estadual. Melhor para o Pato Futsal, que venceu o Cascavel por 3 a 0, chegando assim, aos 59 pontos.

Ainda com o resultado da partida entre Copagril e Foz Cataratas, que terminou empatada em 2 a 2, o Pato assegurou a primeira colocação na tabela na primeira fase, já que com 49 pontos, o time de Marechal Cândido Rondon, não tem chances de alcançar o elenco de Pato Branco, uma vez que somente restam duas partidas antes dos confrontos de mata-mata, e um dos jogos é um confronto direto.

Em um jogo equilibrado, o Pato somente abriu o marcador em uma cobrança de falta. Di Maria, rolou para Neguinho que chutou sem defesa para o goleiro.

Com o jogo bastante estudado pelas duas equipes, as chances de gol, e o Pato mais ajustado em quadra, chegou a levar perigo para o gol defendido por Barack. Desta forma o placar somente voltou a ter alteração com seis minutos de bola rolando no segundo tempo, quando Chimba marcou o segundo dos anfitriões, após um toque de calcanhar de Tom.

Aproximadamente sete minutos se passaram e o jogo ficou acalorado, uma disputa de bola na direita do ataque do Pato, e na frente do banco de reservas do Cascavel, envolvendo dois jogadores de cada equipe, acabou em empurra-empurra e expulsões nas duas equipes.

Pelo lado do Pato, Pablio e Neguinho, enquanto que pelo Cascavel deixaram o jogo mais cedo, Jorginho e Thiago. Assim, a retomada da partida, foi com muitas reclamações das duas equipes.

Com o resultado adverso, o Cascavel passou a usar goleiro linha faltando quatro minutos para o fim da partida, o que automaticamente deixou o gol da equipe do Oeste vulnerável.

E foi depois de uma cobrança de lateral, que Hulk, marcou o terceiro gol dos pato-branquenses, aproveitando o gol aberto. Ainda nos momentos finais, Thiago Gouvêa teve a chance de marcar o quarto, mas desperdiçou.

Ao avaliar a partida o presidente do Pato, Luiz Sérgio Lavarda pontuou que por ser um clássico, o esperado era uma partida equilibrada, porém, lamentou principalmente as expulsões da partida.

“Não podemos confundir vontade de ganhar, querer vencer, misturando algumas situações”, avaliou Lavardinha falando que mais do que vencer, o time precisa aprender estar focado no jogo.

Nota da Federação

Nessa terça, a Federação Paranaense de Futebol de Salão (FPFS) emitiu nota referente a participação de equipes federadas em competições que não são organizadas por ela.

A nota que é assinada pelo assessor jurídico da entidade, Eduardo de Vargas Neto, tem por base o regulamento geral e o estatuto, onde informa ser a única entidade reconhecida pela Confederação Brasileira de Futsal (CBFS), para promover competição a nível estadual.

No documento a entidade destaca que a equipe que participar de competição de outra organização, pode ser penalizada com multa, e ainda suspensão de três anos, além de desclassificação.

A postura da Federação é uma resposta a criação da Liga Paranaense de Futsal, que foi formada pelos clubes, e que resultaria em uma nova competição no Paraná, a exemplo do que já ocorre em outros estados.

Com relação a manifestação da FPFS, Lavardinha falou em “briga interna”, com a possibilidade de um racha do futsal paranaense. “Temos uma Federação, que bem ou mal é a melhor do País. Alguns clubes optaram em criar uma liga, tudo bem é direito, mas esse racha, não é bom para o futsal”, disse ele pontuando que na sua visão tem espaço tanto para a Federação realizar sua competição, como para a Liga.

“Rachar o futsal paranaense, está faltando diálogo, porque daqui a pouco de um grande campeonato vamos ter dois mais ou menos e uma grande divisão da modalidade o que é muito ruim”, disse ele falando em torcer para que os dois presidentes (Federação e Liga), conversem e encontrem um bom entendimento para o futsal do Estado.

Classificados