Região

Núcleo da Paz realiza encontro regional

Na terça-feira (4), no Teatro da Unisep, em Francisco Beltrão, o Núcleo de Promoção da Saúde, Prevenção da Violência e a Cultura da Paz (Núcleo da Paz) e a administração municipal realizaram o encontro de apresentação e lançamento da Rede de Proteção e do Protocolo de Atendimento das Crianças e Adolescentes em Situação de Violência, com a participação de profissionais de 27 municípios da microrregião. Além de mostrar o trabalho que vem sendo realizado, foram definidas ações integradas para o decorrer de 2019.

caso de Francisco Beltrão, a prioridade elencada em 2018 é a implantação das redes locais de proteção social e a construção do protocolo e fluxos de atendimento às crianças e adolescentes em situação de violência sexual. O Núcleo de Promoção da Saúde, Prevenção da Violência e a Cultura da Paz foi implantado pelo Ministério da Saúde 2004.

No Paraná a criação do Núcleo da Paz efetivou-se em 2014. Em 2012 e 2014 Francisco Beltrão foi contemplado com o repasse de incentivos para implantação e implementação do Núcleo da Paz. Porém, a Rede iniciou suas atividades somente na atual gestão, em setembro de 2017, com a realização de reuniões mensais.

O trabalho envolve as secretarias municipais de Saúde, Assistência Social e Educação, 8ª Regional da Saúde, Núcleo Regional da Educação, Escritório Regional da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Hospital Regional do Sudoeste, Projetos de Extensão da Unioeste, Ministério Público, Poder Judiciário, Defensoria Pública, Conselho Tutelar, Hospital São Francisco e universidades.

As principais atribuições do Núcleo da Paz são assessorar, articular e qualificar as ações das Redes Locais de Proteção Social, qualificar a gestão pública com indicadores epidemiológicos, levantar os índices de todas as violências, diagnosticar fatores de risco para as violências e vulnerabilidades sociais, zelar pelas ações intersetoriais de prevenção e de promoção da cultura da paz e pela articulação da Rede de Proteção Social, estimular estudos e pesquisas e capacitar profissionais e a sociedade.

A enfermeira da vigilância epidemiológica da secretaria municipal de Saúde de Francisco Beltrão, Katia Fabielly Schmidt, apresentou a organização da Rede de Proteção do município e o Protocolo de Atendimento das Crianças e Adolescentes em Situação de Violência Sexual. Adrieli Volpato Craveiro, assistente social do Ministério Público do Paraná, discorreu sobre o protocolo e fluxos, instrumento do trabalho intersetorial.

O médico Irno Azzolini, diretor do IML de Francisco Beltrão, palestrou sobre a violência contra crianças e adolescentes e sinais de alerta. Luci Rocha Belão, tenente da Polícia Militar, explanou sobre estratégias de prevenção e enfrentamento às violências contra crianças e adolescentes. O evento serviu para apresentar os trabalhos em andamento e planejar novas ações, não só em Beltrão, mas nos demais municípios da microrregião.

Classificados