Pato Branco

Nem só inauguração e assinatura

Em meio a festividade de inauguração do aeroporto e assinatura do colégio militar, governador falou da PR-280, tida como um problema do Sudoeste

Desde antes de assumir o Palácio Iguaçu, o governador Ratinho Jr vinha anunciando medidas para reduzir os gastos da máquina pública. Entre as ações encontradas, sua gestão optou pelo corte no número de secretarias. Recentemente ele anunciou o congelamento dos salários de todo o primeiro escalão do governo, medidas estas que foram lembradas em Pato Branco nessa quinta-feira (10), quando ocorreu a inauguração do aeroporto municipal.

Se por um lado, o governo lembrou de atos que segundo ele vão contribuir com os cofres públicos, ele foi lembrado de demandas tidas pela região como essenciais.

Com relação a PR-280, o governador afirmou que “são três rodovias que são prioridades no estado do Paraná (PR-280, PR-092 e PR-323), elas são fundamentais para o desenvolvimento do Estado”.

Ratinho Jr afirmou que a intenção é de organizar o caixa, para que sobrando recurso, seja investido em projeto executivo. “Essas rodovias não têm projeto de duplicação”, pontuou o governador, dizendo ser necessário fazer o projeto [duplicação], para posteriormente de posse do documento buscar recursos junto ao BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico], na modalidade de financiamento para assim viabilizar a infraestrutura, ou ainda uma segunda opção apresentada, a de discutir com a sociedade quanto à possibilidade de uma concessão para a iniciativa privada, o que resultaria na instalação de praças de pedágios.

Questionado quanto a uma possível prioridade na construção do Aeroporto Regional de Francisco Beltrão, Ratinho Jr disse não ser essa uma das prioridades de seu governo, e sim a PR-280 e complementou que “este aeroporto [Pato Branco], já cumpre com a função regional”.

Outro que comentou a situação da PR-280 foi o secretário chefe da Casa Civil, Guto Silva. “Estamos conversando com o secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, para destinar recursos agora por causa das chuvas”. Ele também descreveu como prioridades as rodovias 280, 092 e 323, por serem segundo ele “rodovias críticas do estado, mas que não tem projeto [executivo].”

Guto lembrou que sem esse modelo de projeto, não há como garantir orçamento e por consequência, qual modelo adotar para sua melhor estruturação. “O governador quer fazer essa rodovia [PR-280], para trazer dignidade para o Sudoeste, que é nossa principal artéria e está totalmente danificada.”

Finanças

O governador também comentou o anúncio da parte da manhã, quando foi estabelecida uma força-tarefa para avaliar e buscar soluções para problemas detectados na gestão financeira do Estado.

Em Curitiba o anúncio foi feito pelo secretário da Fazenda, Renê Garcia Junior, porém, em Pato Branco, Ratinho Jr explicou que essa medida foi tomada devido as poucas informações referentes as finanças do Estado. “O sistema de software não consegue nos passar essa informação, a contabilidade não bate, com o que há de extrato no banco então estamos fazendo uma força-tarefa, inclusive pedimos ao Tribunal de Contas da União (TCU), que possa nos ajudar a trazer informações exatas, porque hoje infelizmente não temos.”

Vice-governador

Quem também esteve em Pato Branco nessa quinta, foi o vice-governador, Darci Piana. Ele que acompanhou a inauguração do aeroporto, esteve ainda pela manhã reunido com empresários e lideranças no Sindicomércio.

Durante uma coletiva, Piana afirmou que o govenro tem um plano muito claro de modernização, o que também atende o comércio. “Nossa preocupação hoje é modernizar o Estado e o preparar para o futuro.”

Ele destacou que sua experiência frente à Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio-PR), e pelas ligações com a indústria e todo o setor do agronegócio, deve ajudar o governador “a fazer desse o melhor Estado desse País.”

Piana ainda comentou sobre a questão tributária. Até iniciar a campanha política e buscou uma melhor condição tributária para os empresários, e recentemente ouviu de Ratinho Jr, que não haverá aumento de impostos.

“Eu preciso me policiar, porque até ontem, eu estava do outro lado pleiteando redução de impostos, modernização em que permitisse que os nossos empresários do comércio, serviço e turismo, tivesse uma melhoria e melhor situação. Agora estou do outro lado, mas levo uma bagagem de toda a necessidade que esses empresários precisam, para fazer com que o governo comece a entender melhor o setor.”

Classificados