Região

Moradores autorizam levantamento para construção de usina

["Reuni\u00e3o realizada no Distrito Presidente Kennedy, em Ver\u00ea "] (Foto: Assessoria)

Na tarde de terça-feira (8), moradores de Verê e de São João com propriedade às margens do rio Chopin, onde a Copel pretende instalar uma Pequena Central Hidroelétrica (PCH), se reuniram com representantes da Estatal e prestadoras de serviço para discutir alguns assuntos. A reunião foi realizada no Distrito Presidente Kennedy, em Verê.

No ano passado, a Copel venceu uma licitação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para assumir a obra desta pequena usina. No final do ano, empresas prestadoras de serviço, iniciaram os levantamentos e demarcações da barragem e do lago que deve se formar com a obra.

Descontentes e sem muitas informações, ainda em dezembro, os moradores se reuniram, chamaram os representantes da Copel para uma reunião para que fossem apresentados detalhes da usina a ser construída. Além disso, proibiram que as prestadoras de serviço continuassem o levantamento até uma nova reunião em que fosse apresentado um caderno de preços de indenização das áreas alagadas e atingidas pela obra.

Por isso, essa reunião ocorreu nesta semana, onde foram apresentados mais alguns detalhes da usina e como será feita a indenização das áreas atingidas e o valor médio pago por tipo de terreno.

Levantamentos

Mesmo descontentes com os preços apresentados, os moradores de ambas as margens, autorizaram a continuação dos levantamentos, desde que, finalizada essa etapa, seja novamente discutido os valores das terras.

Para isso, a comissão de moradores de Verê, com a apoio da Prefeitura, fará uma pesquisa de preços para comparar com a proposta apresentada. Além dos moradores, participaram da reunião várias autoridades, entre elas os prefeitos de Verê e de São João.

“Nós queremos o desenvolvimento do nosso Município, mas, em primeiro lugar, defendemos a garantia dos direitos dos nossos moradores que serão afetados pela construção desta usina. Por isso, estamos acompanhando de perto as negociações e dando todo suporte para que seja bom para os dois lados”, afirmou Ademilso Rosin, prefeito de Verê.

Junto com as obras da usina será construída uma ponte para ligar os dois Municípios no local que hoje é feita a travessia por balsa. Segundo uma das prestadoras de serviço da Copel, as famílias que vivem da renda da balsa também serão indenizadas.

Uma nova reunião deve ocorrer nos próximos meses para definir os valores das indenizações. Segundo o prazo apresentado pela Copel, esses pagamentos devem iniciar no início de maio.

Classificados