Pato Branco

Menina em estado grave é transferida de avião a Curitiba

(Foto: Helmuth Kühl)

Uma menina de 11 meses, de Campo Erê (SC), que no domingo (9), enquanto se alimentava, aspirou um ossinho, e ficou com o corpo estranho localizado no pulmão, correndo risco de morte, conseguiu embarcar junto com uma equipe médica, às 16h, nesta terça-feira (11), para Curitiba, de avião.

Ela estava internada em Pato Branco, no Hospital Policlínica, porém o procedimento necessário para retirar o corpo estranho não é realizado no município e ela precisou ser transferida.

Várias tentativas de transferência foram realizadas ainda na segunda-feira (10), mas nenhuma com sucesso. Foram consultados tanto hospitais no Paraná, quanto em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Apenas nesta terça (11) foi conseguida uma vaga no hospital Monastier.

De acordo com o médico do Samu que atendeu a criança durante o transporte do hospital Policlínica até o aeroporto, a situação é grave, porém ao chegar em Curitiba haverá uma equipe médica esperando pela menina para transportá-la de helicóptero até o hospital de referência.


 

Classificados