Economia

Melhora política permite alta do Ibovespa pelo 3º dia, mas clima é de cautela

O Ibovespa avança nesses primeiros instantes do pregão, tentando emplacar o terceiro dia seguido de alta, depois de dois de subir acima de 2,00% nos dois últimos dias. A melhora na relação Executivo e Legislativo reforça a ideia de que o governo está destravando algumas pautas consideradas importantes.

Para esta quarta-feira, 22, estão previstas a votação pelos deputados da MP 870, que trata da reforma administrativa, e o encaminhamento da proposta de reforma tributária na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

"Tem um clima melhor Pelo menos foi quebrada aquela espiral negativa da semana passada, que indicava uma situação de percepção de descontrole", avalia o economista Silvio Campos Neto, sócio da Tendências Consultoria Integrada.

No entanto, o clima ainda é de cautela, conforme especialistas do mercado. Alguns ruídos podem dificultar o avanço dessas medidas, pois o ambiente entre o Legislativo e o Palácio do Planalto não está totalmente amistoso.

Às 10h20, o Ibovespa subia 0,14%, aos 94.614,73 pontos.

Após desentendimentos, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rompeu relações pessoais com o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO). Além disso, as manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro, previstas para o domingo - ainda que não devam contar com sua presença -, também podem atrapalhar esse ambiente um pouco menos desfavorável.

"Tem um clima melhor, mas sem grande entusiasmo. Os movimentos recentes permitem destravar a agenda de votação das MPs. Isso abre a possibilidade para esse arranjo, mesmo que não seja muito firme, mas pelo menos algumas medidas importantes estão sendo colocadas e, olhando para a reforma da Previdência, tende a caminhar nessa direção", acrescenta Campos Neto.

Porém, um operador pondera que essa questão entre Maia e Major Vitor Hugo pode ficar em segundo plano caso não interfira na evolução da agenda. "Se as coisas continuarem andando, não fará preço nos mercados. O importante é que diminuiu a fervura da água, dando um pouco mais de calma. O fato de o presidente Bolsonaro não participar das manifestações também ajuda", opina.

Além desse ambiente político menos tumultuado, a notícia sobre a aprovação da MP 863, que abre o setor aéreo para o capital estrangeiro, também contribui para esse clima mais favorável. "É mais uma medida positiva, de abrir o mercado", completa Campos Neto. As ações da Azul PN (1,59%) e Gol PN (5,83%) avançam.

A alta forte do minério de ferro no exterior também empurra os papéis da Vale para cima (1,77%), enquanto os da Petrobras cedem 0,68% (PN) e 0,56% (ON).

Em contrapartida, o sinal negativo dos futuros das bolsas de Nova York e as principais praças europeias, que foi acentuando após o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, afirmar que ainda não há planos para que uma delegação americana vá a Pequim para a próxima rodada de negociações comerciais, pode limitar ganhos na B3, que ontem fechou com alta de 2,76%, aos 94.484,63 pontos.

Classificados