Pato Branco

Massa do pastel de São Pedro começa a ser preparada

Os voluntários se revezam para preparar massa para os 35 mil pasteis que serão vendidos na festa (Foto: Helmuth Kühl)

Começou nesta terça-feira (15) o preparo da massa dos pastéis que serão vendidos na Festa de São Pedro deste ano, em Pato Branco. O trabalho, que está sendo realizado por voluntários, iniciou um mês antes do início das festividades, que começam no dia 15 de junho, com o primeiro dia de buchada e seguem até o dia 29, dia do padroeiro São Pedro.

De acordo com Rafael Gugelmin, um dos coordenadores da festa, está sendo preparada massa para 35 mil pastéis, que serão vendidos ao longo da festa por R$ 3 a unidade, nos sabores: carne, queijo, pizza, palmito, chocolate, banana e prestígio.

Rafael explicou que a massa começou a ser preparada nessa terça e vai levar de duas a três semana para que a quantidade necessária esteja pronta. Após o preparo, a massa é armazenada e congelada, sendo descongelada apenas um dia antes de o pastel ser preparado para a venda.

As equipes de voluntários irão se revezar nos turnos da tarde e da noite, de segunda a quinta-feira, até todo o preparo ser concluído. Para preparar a massa dos 35 mil pasteis serão utilizados aproximadamente 2.000kg de farinha de trigo.

Quentão sem álcool

Sobre o quentão, Rafael explicou que a bebida passou pelo processo de análise e a nova receita foi aprovada. Segundo ele, com os testes a equipe conseguiu chegar a uma receita diferente com teor alcóolico de 0,1% de álcool, mas que mantém o sabor original.

Como segundo o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) índices abaixo de 0,5% de álcool são considerados não alcóolico, a receita foi aprovada e será servida na festa.

A nova receita foi testada por causa da proibição do consumo de bebidas alcóolicas em festas religiosas, que iniciou no dia 1º de janeiro deste ano, quando entrou em vigor o decreto assinado pelo bispo dom Edgar Ertl, da Diocese de Palmas e Francisco Beltrão, após recomendação da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Programação

A Festa de São Pedro será realizada de 15 a 29 de junho, no Pavilhão São Pedro, localizado na rua Tocantins, atrás da Igreja Matriz São Pedro Apóstolo, no centro da cidade.

Além de Rafael Gugelmin, a festa também tem como coordenador Henrique Rizzon, que juntos lideram as equipes de voluntários. A exemplo do ano passado haverá dois dias de buchada, no dia 15 e no dia 22 de junho, sextas-feiras. Os ingressos serão vendidos na hora da retirada. A medida tem evitado transtornos e permite que mais pessoas tenham acesso.

A previsão é que a venda dos ingressos comece a partir das 14h, nos dois dias. No total serão preparados 3 mil quilos de buchada, sendo 1.500 quilos por dia de venda.

A festa segue no dia 16, sábado, com um jantar especial, em estilo italiano. O tradicional Coste-leitão será servido ao meio-dia do dia 24 (domingo). Os kits contendo costela de gado, carne suína e outros acompanhamentos servem mais de 20 pessoas.

De 23 a 29 de junho haverá vários festejos no pavilhão São Pedro, com venda de comes, bebes, jogos, bingo e diversão para toda a família. Haverá pastéis, pipoca, pinhão, amendoim, cachorro-quente, quentão, bolos, doces e demais comidas típicas juninas.

No dia 29, sexta-feira, feriado municipal em homenagem ao padroeiro São Pedro, ao meio-dia, será servida a tradicional churrascada de São Pedro, que encerra as festividades. O churrasco é vendido por espeto, com cortes de gado, como alcatra, costela e filé, pesando entre 3kg e 3,5kg. A reserva das carnes deve ser feita com antecedência.

 

Classificados