Pato Branco

Mananciais estão baixos, mas não comprometem abastecimento

(Foto: Helmuth Kühl)

A leve chuva registrada na segunda-feira (18) não foi suficiente para interferir no nível dos mananciais que abastecem as ETAs (Estações de Tratamento de Água) da Sanepar na região.

O último registro do Simepar para chuva na região de Pato Branco foi em 20 de agosto, quando foi medido a precipitação de 60 milímetros.

É essa falta de chuva que vem preocupando e faz com que a Sanepar inicie a elaboração de um plano emergencial, mesmo ele ainda não sendo necessário, uma vez que as ETAs da microrregião ainda estão mantendo o trabalho de captação e tratamento de água.

Segundo Valmir de Oliveira, que coordenada a ETA, assim como em todas as captações, a do rio Pato Branco, que abastece o município de Pato Branco, não teve alterações até o momento quanto à redução do volume de tratamento de água.

“Houve a redução do nível dos mananciais, mas nada que altere a nossa produção”, afirma Oliveira, comentando que por hora são tratados 720 metros cúbicos de água.

Oliveira comenta que no início da década uma grande estiagem comprometeu o abastecimento, sendo que muitos municípios foram abastecidos com caminhão pipa.

O coordenador alerta a população para forma de consumo da água fornecida pela Sanepar neste momento de redução dos abastecedouros.

Entre as recomendações, a prioridade para o consumo humano, evitar desperdícios como a varredura de calçadas com água tratada.

Mesmo assim, ele pontua que até o momento não houve o aumento de demanda de consumo, somente os índices observados se igualam a outros períodos de calor.