Pato Branco

Mãe e filha: engenharias conquistam duas gerações

Laura Verona Gomes é engenheira mecânica e Maria Nalu Verona Gomes é engenheira de materiais (Foto: Assessoria)

A participação feminina tem aumentado em todas as áreas da sociedade. É verdade que em determinados segmentos o avanço tem sido maior e até mesmo nas Engenharias, a presença das mulheres já não é mais uma exceção à regra. No Sudoeste, modalidades como Engenharia Civil e Agronomia já contam com percentuais mais altos de engenheiras, mas certos setores ainda são redutos dos homens, como as Engenharias de Materiais e Mecânica. Porém, é exatamente nessas áreas que atuam duas pato-branquenses, mãe e filha.

Maria Nalu Verona Gomes é engenheira de materiais, doutora em Engenharia Mecânica e atualmente professora do curso de Engenharia Mecânica da UTFPR - Câmpus Pato Branco; Laura Verona Gomes, engenheira mecânica, trabalha como engenheira de custos na fábrica da Renault, em São José dos Pinhais.

A família tem vocação para as Ciências Exatas. Angela Verona Gomes, filha de Maria Nalu, é arquiteta. Silvana Verona, engenheira de materiais, e Viviane Verona Galera, engenheira ambiental, são irmãs de Nalu.

A explicação pode estar na matriarca da família, Ernestina Bet Verona. “Na nossa família, havia apenas um primo engenheiro. Mas acho que a resposta pode ser genética. Contam que minha mãe era muito boa em Aritmética, a matemática da época”, relata Nalu.

Formada em 1996 na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) – na terceira turma de Engenharia de Materiais a concluir a graduação no Estado, Nalu trabalhou na Whirlpool (multinacional que detém as marcas Brastemp e Consul), em São Paulo, e em empresas da região, como Fogões Petrycoski/Atlas e Aramart. Desde 2008 é docente da UTFPR - Câmpus Pato Branco, primeiro como professora substituta; foi aprovada em concurso no ano de 2010. Também é inspetora do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR), na Regional Pato Branco.

Curiosamente, antes de graduar-se em Engenharia de Materiais, Maria Nalu formou-se em Educação Física e em Matemática. “Quando concluí Educação Física, resolvi fazer o vestibular para Engenharia Civil. Mas, no dia anterior à inscrição, um amigo me falou sobre a Engenharia de Materiais. Conversei com o coordenador do curso e acabei me inscrevendo. Olhando para trás, ainda me encanto com a área”.

Classificados