Vanilla

Ilha do Mel, Paraná, Brasil

Vanderlei Godoy

Entardecer na Ilha do Mel

Por que ir?

Para quem gosta de praias tranquilas, sem o agito das praias mais conhecidas de Santa Catarina, a Ilha do Mel é fantástica. É o lugar mais bonito e agradável do litoral paranaense. Lá não existe asfalto, não tem carros, não tem motos. Tudo tem que ser feito a pé ou de barco.

O que fazer?

Na ilha há muitos lugares históricos, como a Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres, que foi erguida em 1769, para proteger o Brasil dos espanhóis. Ela fica localizada no Morro da Baleia, pertinho da área onde está a Marinha Brasileira. Nesse local possui um mirante maravilhoso que dá para ver outras ilhas do litoral do Paraná, como a Ilha das Peças. A Ilha é divida em duas localidades, Nova Brasília e Encantadas. Em ambas existem lugares belíssimos, mas a primeira tem algumas vantagens, como maior variedade de bares, restaurantes e mercearias. Em Nova Brasília também está o Farol das Conchas, o cartão postal da Ilha do Mel. Imperdível subir pelas escadas e chegar até ele, sem falar que o visual lá do alto é incrível. Basta ter fôlego. Em Encantadas, é obrigatório conhecer um bar chamado Toca Raul, cujo dono é fanático pelo Maluco Beleza.

Onde se hospedar?

Tem campings e pousadas. Muitos deles possuem instalações bem humildes, mas se você quiser conforto e está disposto a pagar mais (bem mais), existem opções, inclusive quartos com ar-condicionado.Há mais de dez anos visito a Ilha. No início eu ficava apenas em campings. No entanto, depois de pegar muita chuva e ficar sem o que vestir em uma temporada, já que todas minhas roupas ficaram encharcadas, agora eu só me hospedo em pousadas ou alugo uma casa quando vou com meus amigos, principalmente no carnaval.  Como chegar?Para quem vai de ônibus, partindo do Sudoeste, o bacana é ir até a rodoviária de Curitiba e descer ao litoral com a Viação Graciosa. A empresa leva ao terminal de embarque da Ilha do Mel, que fica na praia de Pontal do Sul. Aí é só preencher um cadastro no local e pegar a barca que leva até a Ilha do Mel. Já aos que podem ou preferem ir de carro é aconselhável seguir pela BR 277 e atravessar os balneários que começam pela Praia de Leste. Perto do terminal de embarque para a Ilha existem muitas garagens para você deixar seu carro. Em média, elas cobram R$ 15,00 a diária.

Dicas?

Para você chegar aos lugares, se não é pela praia é pelas trilhas, uma das coisas mais legais do local. À noite, caso queira passear na praia ou ir até os bares e restaurantes, o aconselhável é levar uma lanterna, pois não existe iluminação pública. Quando me perguntam o que é preciso colocar na mochila para ir à Ilha, eu respondo: primeiro você tem que ter disposição. Mesmo sendo um local para relaxar, você vai caminhar muito. Depois disso, pode arrumar sua mala com uma blusa, repelente (à noite os mosquitos viram vampiros), dois chinelos, capa de chuva, dinheiro em espécie, pois lá não tem caixa eletrônico e nem todos os estabelecimentos aceitam cartão e, acima de tudo, se desprenda de qualquer vaidade. Lá você só precisa de protetor solar e roupas confortáveis. De resto, é só aproveitar!

Classificados