Pato Branco

Expopato tem noite de rock nesta sexta-feira

Feira conta com apresentações de Nenhum de Nós e Camisa de Vênus
A Camisa de Vênus, reunida desde 2015 (Foto: Carina Zaratin)

Nesta sexta-feira (16), a programação da Expopato 2018 terá a tradicional noite dedicada ao rock n´roll. E duas bandas subirão ao palco da feira, os gaúchos da Nenhum de Nós, e a Camisa de Vênus, grupo do vocalista Marcelo Nova. 

Os ingressos estão à venda nos pontos de venda oficiais, e pela internet, através do site www.expopato.com.br/ingressos. De acordo com a página, os portões da arena de shows serão abertos às 20h, e o início dos shows está previsto para as 22h.

Velhos conhecidos do público pato-branquense, a Nenhum de Nós se apresenta, ao menos, pela terceira vez na Expopato. Em 2004, o grupo esteve na feira com a turnê do bem-sucedido álbum “Acústico Ao Vivo 2”. Em 2012, o grupo voltou a se apresentar no evento, na ocasião com o repertório de divulgação do álbum “Contos de Água e Fogo”.

Nesta sexta, a Nenhum de Nós retorna a Pato Branco com sua nova turnê iniciada em abril, que promove o seu EP mais recente, “Doble Chapa”, que pode ser considerado um intercâmbio musical por conta de suas parcerias. 

A faixa “Uma Vida Ordinária”, que abre o trabalho, é uma composição de Thedy Correa com o uruguaio Fede Lima, conhecido pelo seu projeto artístico SOCIO. O EP traz ainda “Fã de Faith no More”, uma versão feita pela banda gaúcha para um dos grandes hits do SOCIO. E as versões não param por aí. A Nenhum de Nós também gravou “O Aprendiz”, versão em português de uma música da banda El Cuarteto de Nos, um dos principais grupos do rock uruguaio.

Banda Nenhum de Nós volta a Pato Branco com novo EP na bagagem



Segundo o material de divulgação da Nenhum da Nós, Doble Chapa é uma expressão que define as pessoas que vivem na fronteira próxima ao Uruguai, e que já inspiraram outras obras artísticas, de documentários a canções. “Fronteiras podem ser legais na medida que abrigam iniciativas culturais marcadas por peculiaridades. Misturar estas particularidades para gerar algo novo é o tom deste novo trabalho”, revela o guitarrista Carlos Stein, no material de divulgação. 

 


“Com Doble Chapa reforçamos nossa identidade latino-americana. Somos apaixonados pelo nosso continente e temos especial orgulho de nossa condição de sulistas e gáuchos (com o acento castelhano). Nossa cultura é o resultado desta mistura que não conhece fronteiras e que faz com que haja sintonia mesmo falando línguas diferentes” complementa Thedy Corrêa.

Este é o primeiro EP (material que tradicionalmente possui menos faixas que um álbum) lançado pela Nenhum de Nós, banda que já conta com extensa discografia.
 
Camisa de Vênus
A banda Camisa de Vênus traz um pouco mais de peso para a noite. Formada em Salvador, Bahia, em 1980, o grupo gravou nove álbuns, entre trabalhos de estúdio e ao vivo, a grande maioria ao longo da década de 80, que se tornaria um importante período para a história do rock nacional.

Após um longo período sem lançamentos, o grupo que conta com Marcelo Nova nos vocais voltou aos palcos em 2015 para comemorar o seu aniversário de 35 anos. O retorno se deu por iniciativa de Nova e Robério Santana, ambos fundadores do grupo.

A turnê comemorativa desfilou alguns dos principais sucessos do grupo, como “Eu Não Matei Joana D’Arc”, “Só o Fim”, “Bete Morreu”, “Hoje”, “Simca Chambord”, “Deus Me Dê Grana” e “Silvia”, faixas que devem aparecer no show desta sexta-feira. O repertório também deve contar com músicas do álbum mais recente do grupo, “Dançando na Lua”, o primeiro de inéditas em 20 anos.

Classificados