Vanilla

Explosão de sabores

Barata e fácil de fazer, a pipoca é um lanche tão versátil quanto apreciado, e pode ser acompanhada de vários temperos, desde pimenta até mostarda

Helmuth Kühl

Ela é a parceira inseparável do cinema, do parque de diversões e das tardes regadas à preguiça, filme na TV e sofá. Barata e muito fácil de fazer, a pipoca é quase uma unanimidade, sendo difícil encontrar quem definitivamente não goste.

A pipoca é feita a partir de um tipo diferente de milho, que tem uma espiga menor, e estoura quando aquecida. Tal “explosão” acontece por conta da água que existe dentro do grão. Quando aquecida, a água se transforma em vapor e a pressão literalmente vira o grão do avesso, deixando à mostra um floco de amido.

De acordo com o site História do Mundo, não há registros sobre a época ou o responsável pela invenção da pipoca. Os indícios mais precisos, porém, mostram que foram os povos da América do Sul os primeiros a experimentá-la, pois o milho era parte importante da sua dieta.

Especula-se que a descoberta tenha sido por acaso, no cozimento das espigas de milho. Somente mais tarde os grãos do milho-pipoca passariam a ser cozidos separadamente, como é feito hoje.

Para algumas culturas o milho era uma fonte de alimento tão importante que se acreditava em sua ligação com divindades. Ainda segundo o site, antigas tradições tinham uma explicação mística para a transformação do milho. Diz a lenda que dentro de um grão de milho havia um espírito, que se irritava quando aquecido até o ponto de, literalmente, estourar.

SaboresOs povos pré-colombianos também tinham suas próprias receitinhas. Alguns deles costumavam temperar a pipoca com ervas. Hoje em dia, as receitas básicas são a salgada e a doce com suas centenas de variações e experimentações. Existe até quem a tempere com vinagre.

Descobrimos isso através de uma enquete no Facebook. Perguntamos se alguém teria uma receita diferentona ou curiosa e uma lista apareceu. Conheça as mais legais.

Salgadas

Estourar pipoca e tacar sal é nível básico. Tem gente que realiza verdadeiros experimentos culinários para fazer um tempero. A estudante de publicidade Vitória Ramos recomenda uma receita com caldo de galinha, pimenta e queijo ralado.

Funciona assim: em uma panela, dissolva no óleo meio tablete de caldo de galinha; acrescente pimenta Tabasco - a verde, de jalapeno – a gosto; acrescente o milho de pipoca e o queijo ralado, daquele que é quase um pó. Estoure e divirta-se.

Outro jeito alternativo de temperar é, depois de colocar sal, acrescentar doses de mostarda na pipoca já estourada. A mostarda com mel seria a melhor para isso.

Doces

Sabe a pipoca coberta por calda de chocolate? A estudante Laís Guerra sugere a receita com achocolatado de morango. Para fazê-la é preciso uma xícara de achocolatado; duas colheres de margarina; meia xícara de açúcar e três colheres de leite.

Junte tudo isso na panela e misture até ferver. Deixe borbulhando por poucos minutos e estará pronto para cobrir a pipoca. Outras coberturas interessantes são melado, caramelo e coco ralado.

Classificados