Esportes

Em prova vencida por Herta, Newgarden chega em 8º e fatura seu 2º título na Indy

De volta ao calendário da Fórmula Indy depois de 15 anos, o circuito de Laguna Seca foi palco da final da temporada de 2019 e viu a consagração do norte-americano Josef Newgarden, que ficou em oitavo na corrida deste domingo e conquistou seu segundo título com a equipe Penske.

A vitória ficou com o novato norte-americano Colton Herta, que largou da pole e segurou a pressão dos rivais na pista californiana. Fora da briga pelo título assim como o vencedor, o experiente Will Power, australiano da Penske, ficou em segundo.

O terceiro colocado foi o neozelandês da Chip Ganassi Scott Dixon, que buscava seu sexto título. Vencedor das 500 Milhas de Indianápolis neste ano, o francês Simon Pagenaud, da Penske, caçava seu segundo título na Indy, mas teve que se contentar com o quarto lugar na prova deste domingo. Outro concorrente ao título, o norte-americano Alexander Rossi, da Andretti, terminou em sexto.

A CORRIDA - Na largada, Dixon partiu para cima de Herta, mas o novato fechou a porta do pentacampeão e se manteve na ponta. Logo atrás, Rossi, Newgarden e Pagenaud mantiveram suas posições, nesta ordem.

Depois de dez voltas, os ponteiros começaram a fazer seus pit stops. O primeiro a parar foi Pagenaud. Na sequência, pararam Rossi e Newgarden. Este levou a melhor e ganhou a posição nos boxes. Pouco depois de voltarem à pista, os norte-americanos acabaram ultrapassados por Pagenaud, que vinha em ritmo alucinante com os pneus mais aquecidos em função do pit stop anterior.

Na sequência, foi a vez de Rossi ultrapassar Newgarden, que não ofereceu resistência por estar em estratégia diferente e ter a vantagem na tabela de pontuação. Depois, Dixon fez sua parada e voltou na frente dos concorrentes ao título, mas atrás de Herta. O novato fez seu pit stop na sequência e conseguiu se manter à frente do veterano.

Correndo por fora, o australiano Will Power, da Penske, e o novato sueco Felix Rosenqvist, da Chip Ganassi, ultrapassaram Rossi e Newgarden, que voltaram a parar ao mesmo tempo, na volta 37. As posições se mantiveram. O mesmo ocorreu com Dixon e Pagenaud, que foram juntos para o pit stop e se mantiveram nas posições originais. Herta parou em seguida e se manteve na liderança.

Na 45ª volta, um toque no pelotão de trás provocou bandeira amarela e a entrada do safety car. Nem isso, nem outros incidentes logo em seguida, mudaram a ordem dos concorrentes ao título. Fora a briga pela taça de campeão, porém, alguns pegas animaram o pelotão da frente. Especialmente com Power, que apareceu em segundo após nova rodada de pit stops.

No fim das contas, Herta segurou a pressão do australiano e garantiu sua segunda vitória em sua temporada de estreia na Indy. Ele é o pole e o vencedor mais jovem da história da categoria.

Na briga pelo último posto do pódio, Dixon levou a melhor sobre Pagenaud e se garantiu em terceiro. Rosenqvist foi o quinto, à frente de Rossi. O sétimo foi o francês Sébastien Bourdais, da Dale Coyne, que passou Newgarden no fim.

Reféns do fraco carro da AJ Foyt em circuitos fechados como Laguna Seca, os brasileiros Tony Kanaan e Matheus Leist ficaram para trás. Campeão da Indy em 2004 e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis de 2013, Kanaan ficou em 16º, logo à frente do jovem companheiro. A temporada 2020 da Fórmula Indy começa no dia 15 de março, com a realização da etapa de Saint Petersburg.

Classificados