Esportes

Em jogo equilibrado, Botafogo e Grêmio ficam no 0 a 0 nas quartas da Libertadores

Botafogo e Grêmio fizeram uma partida igual, com muita marcação e poucas chances de gol para os dois lados, e ficaram no empate sem gols, nesta quarta-feira, no estádio do Engenhão, no Rio, pela rodada de ida das quartas de final da Copa Libertadores. O resultado frustrou a grande maioria dos pouco mais de 36 mil torcedores que assistiram ao duelo.

O duelo da volta será na próxima quarta-feira, às 21h45, desta vez com mando do Grêmio, na Arena Grêmio, em Porto Alegre. O Botafogo terá uma pequena vantagem, que é poder empatar com gols para avançar às semifinais. Um novo 0 a 0 levará a decisão da vaga para a disputa por pênaltis.

Em campo, o Botafogo não conseguiu ser incisivo no Engenhão como foi nas partidas anteriores pela Libertadores - vitórias sobre Colo-Colo (Chile), Olimpia (Paraguai), Estudiantes (Argentina), Atlético Nacional (Colômbia) e Nacional (Uruguai). A forte marcação do Grêmio impediu as jogadas dos rápidos Rodrigo Pimpão e João Paulo para o centroavante Roger.

Do outro lado, o Grêmio teve os desfalques do zagueiro Pedro Geromel e do atacante Luan, o que fez o técnico Renato Gaúcho adotar uma postura mais cautelosa. Na base da marcação e saída rápida para o contra-ataque, o time gaúcho pouco assustou a meta defendida pelo goleiro paraguaio Gatito Fernández.

Com poucas chances de gol, sobraram reclamações para o árbitro venezuelano José Argote, que deixou de dar cartões amarelos e, principalmente, dois pênaltis - um para cada lado. No primeiro tempo, o Grêmio reclamou de um toque de mão do zagueiro argentino Joel Carli. Na segunda etapa foi a vez do Botafogo chiar de uma falta do lateral-direito Edílson no lateral-esquerdo Gilson.

Antes do duelo decisivo da próxima quarta-feira, os dois clubes jogarão pelo Campeonato Brasileiro neste final de semana. Pela 24.ª rodada, neste sábado, às 19 horas, o Botafogo receberá o Santos, no estádio do Engenhão. No dia seguinte, às 16 horas, o Grêmio jogará em casa contra a Chapecoense, em Porto Alegre. É bem provável que os técnicos escalarão times alternativos.

NA ARGENTINA - No jogo que abriu as quartas de final da Libertadores, o San Lorenzo venceu o duelo argentino contra o Lanús por 2 a 0, no estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires. Os dois gols foram marcados pelo meia Nicolas Blandi, sendo o segundo em uma cobrança de pênalti.

O confronto da volta será na quinta-feira da próxima semana, às 21h45 (de Brasília), desta vez com mando do Lanús, no estádio Ciudad de Lanús, em Lanús (região da Grande Buenos Aires). O time da casa precisará vencer por três ou mais gols de vantagem para avançar. Um novo 2 a 0, para os mandantes, levará a decisão da vaga para a disputa por pênaltis.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 x 0 GRÊMIO

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Matheus Fernandes, Bruno Silva, João Paulo (Rodrigo Lindoso) e Leo Valencia (Marcus Vinícius); Rodrigo Pimpão (Guilherme) e Roger. Técnico: Jair Ventura.

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Edílson, Bressan, Kannemann e Cortez; Jailson, Arthur, Ramiro, Léo Moura (Rafael Thyere) e Fernandinho; Lucas Barrios (Everton). Técnico: Renato Gaúcho.

CARTÕES AMARELOS - Matheus Fernandes e Rodrigo Pimpão (Botafogo).

ÁRBITRO - José Argote (Fifa/Venezuela).

RENDA - R$ 2.029.375,00.

PÚBLICO - 33.235 pagantes (36.034 no total).

LOCAL - Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).