Pato Branco

Cooperativas se reúnem em Feijoada do Bem

Evento celebra o Dia C
Participação massiva: todas as mesas do salão do Sindicato dos Contabilistas foram ocupadas.

No último domingo (8), as cooperativas Sicoob, Sicred, Uniprime, Evolua, Unimed e Coopertradição, todas de Pato Branco, se uniram para celebrar o Dia C do Cooperativismo colocando em prática um de seus maiores princípios: o da responsabilidade social. Para isso, realizaram a Feijoada do Bem, um dia muito agradável para toda a família e cuja a verba arrecada foi revertida para instituições sociais.

A dinâmica era a seguinte: os ingressos foram comercializados pelo valor de R$ 25 mais um litro de leite. Além de uma deliciosa feijoada, preparada pelo Tio João Festas e Eventos, ainda foram organizadas diversas brincadeiras, sorteios de prêmios e bingo. Para as crianças, espaço kids com diversas atrações.

Participação massiva: todas as mesas do salão do Sindicato dos Contabilistas foram ocupadas.

O salão de festas do Sindicato dos Contabilistas se encheu. Foram arrecadados mais de 500 litros de leite, que serão doados ao Gama, e o valor obtido com o lucro dos ingressos destinado ao Remanso da Pedreira.

Conforme Alcir Luiz Freisleben, presidente do Conselho Administrativo do Sicoob Integrado, essa intercooperativismo é muito importante para que as pessoas que têm o mesmo objetivo se conheçam. “Isso fortalece o nosso sistema, além da certeza de estarmos fazendo alguma coisa para o bem. Ajudar essas duas entidades é algo muito importante para a nossa comunidade e vem aos nossos princípios. Ficamos muito satisfeitos pela quantidade de pessoas presentes, com a certeza de que essa iniciativa se estenderá”, ressaltou.

Freisleben lembra ainda que as cooperativas estão mais próximas da comunidade. “Optar pelas cooperativas é a certeza de olho no olho, de um resultado mais eficiente que qualquer outro sistema. As cooperativas são do bem, e isso é muito importante”.

Duane C. De Bastiani Farinella é analista de gestão de pessoas da Unimed, e esteve presente no evento. Para ela, o Dia C é um movimento de responsabilidade social, que tem por objetivo estimular a realização de projetos sociais que promovam transformação. “Neste ano as Cooperativas de Pato Branco se uniram para realizar o movimento em prol das crianças do Remanso da Pedreira e da Casa de Apoio Gama, o que o tornou ainda mais grandioso. A adesão dos colaboradores em participar da Feijoada do Bem e do bingo promovido a tarde foi um sucesso, e podemos considerar que para o próximo ano o evento pode ser ainda maior, podendo assim ajudar mais entidades”, acredita.

Duane diz ainda que responsabilidade social já faz parte da essência das cooperativas. “É trabalhado internamente o desenvolvimento de práticas relacionadas ao voluntariado e ajuda ao próximo, e esta ação em conjunto das Cooperativas fizeram a diferença, e a Unimed Pato Branco se sente muito feliz em fazer parte deste evento”.

Foram arrecadados mais de 500 litros de leite

Presidente do Sicredi Parque das Araucárias, Clemente Renosto acredita que o principal objetivo do evento foi cumprido com sucesso: integrar os sistemas cooperativos, que comungam os mesmo princípios e valores de proporcionar à comunidade melhor qualidade de vida em um melhor lugar para se viver. “O sistema cooperativo não visa só o resultado financeiro, mas principalmente o resultado social, que retorna em benefícios à comunidade. Que a gente possa contribuir, com o cooperativismo, com melhores condições a todos”.

Da mesma forma pensa o presidente da Uniprime Iguaçu, Cesar Augusto Macedo de Souza. “Reunir todas as cooperativas é meu sonho antigo. Faz mais de 20 anos que temos a cooperativa, e sempre achamos que deveríamos ser mais próximas, já que não somos concorrentes, somos parceiros. Este tipo de encontro consegue transmitir essa nossa filosofia a todos”, reflete.

Souza comenta ainda que o principal benefício de se trabalhar com cooperativas é que todos os benefícios ficam na cidade, enquanto os lucros das empresas de iniciativa privada são retirados daqui. “Se seguirmos os princípios cooperativistas, temos que pensar no bem-estar dos cooperados, dos nossos colaboradores e da comunidade. Se não esquecermos deste tipo de filosofia, nós só vamos ganhar com o cooperativismo, sempre”.

Sabrina Moura representou a Coopertradição durante a Feijoada do Bem, disse que o principal objetivo nesse Dia C foi colocar em prática um dos princípios do cooperativismo, que é intercooperação. “A gente sabe que quando nos juntamos fica tudo muito mais fácil porque ficamos muito mais fortes. Para a gente é muito importante participar deste evento para ajudar a transformar a vida das pessoas. Estávamos um pouco apreensivos em relação a adesão do público, mas vimos que todos compraram a ideia”, avaliou.

Ela disse que, enquanto cooperativa, há esse compromisso com a sociedade. “A cooperativa tem essa preocupação com o lado social e visa a união das pessoas em prol de um bem comum de todos”, explicou.

Finalizando, Eder Macedo, da cooperativa Evolua (antiga Rodocrédito), falou que é ótimo que Pato Branco possa contar com tantas cooperativas de tamanho potencial, como as envolvidas na Feijoada do Bem. “Estar hoje aqui exercendo a intercooperação em prol da comunidade, de uma causa tão nobre, é muito valoroso. Ficamos muito satisfeitos em fazer parte disso”, comenta.

Macedo entende que o cooperativismo, no caso das cooperativas de crédito, visa muito além do que melhores taxas e serviços. “Além de encontrar todo leque disponibilizado pelas instituições bancárias, há ainda o retorno econômico e social, que vai muito além. Nós visamos o benefício da cidade, onde o comerciante vai poder fazer maiores investimentos, gerar mais empregos e rendas. Trabalhar com uma cooperativa hoje te dá um ganho de larga escala, com um atendimento mais próximo que, com certeza, contribui muito mais com a sociedade”.

Classificados