Opinião

Como alcançar a paz interior

O ser humano procura a paz interior. Uma atitude importante para ter essa paz é entrar em contato com meu espaço interior, onde as pessoas e as exigências não têm acesso. Mas como fazer isso? O que significa isso?

Em cada um de nós, dentro de nós, existe um “santuário” interior, onde ninguém tem acesso a não ser eu mesmo. Ali Deus mora. Somente eu posso entrar em contato com Ele. As outras pessoas, suas exigências, alfinetadas e meus pecados não atingiram esse espaço. Por isso, nesse lugar estou mais leve, sem o peso da vida, da moralidade, das cargas que outros colocam sobre meus ombros, ali posso entrar em contato direto com meu Deus, numa relação de intimidade profunda.

Nesse espaço interior há tranquilidade e paz. Poderei encontrar essa paz se desejar trilhar um caminho, fazer esse exercício de sintonizar a minha vida com Deus, meu eu profundo com o Deus que habita em mim. Ali é um lugar onde posso apenas sentir, não posso manter meus pensamentos turbulentos funcionando e nem ficar preso às exigências de todos.

As pessoas podem ter exigências ao meu respeito. Querem que eu seja habilidoso, que eu entregue tudo nos prazos, que eu não perca tempo, que eu saiba ponto a ponto o que quero e o que devo fazer. Essas expectativas podem me estressar e me deixar angustiado, pois parecem altas demais. Nesse espaço interior eu me sinto livre. Posso falar com Deus como eu sou. Ele me acolhe em seu amor e não me pede nada além da acolhida desse amor, que por sinal, não é nada pesado. Somente potencializa minha felicidade, minha alegria e desejo de viver.

Eu percebo pelo meu trabalho de padre que não dá para satisfazer as expectativas dos outros sempre. As expectativas podem sugar a nossa energia. E sem energia eu não consigo mais ajudar ninguém. O importante é ter a consciência de que faço o que posso e procuro fazer o melhor, então eu vivo com liberdade interior. Posso decidir também quais expectativas eu acolho e de quais me afasto. Desse modo não serei agressivo com as expectativas dos outros, mas eu digo que não acolherei todas as exigências e nem quero cumpri-las, mas farei o que acho que é certo fazer.

Muitos têm medo de dizer não às expectativas dos outros. Vivem a partir daquilo que os outros esperam. Posso afirmar que isso será muito difícil para encontrar o caminho da paz interior. Esse medo deixará a pessoa sempre ofegante em fazer o que os outros esperam. Ela precisa entregar todo o resultado. Então ela cansa e muitas vezes até adoece. Procuram atender a todas as expectativas com medo de feri-las ou de serem rejeitadas ou não tão amadas. Precisamos nos livrar desse sufoco. A liberdade interior é uma riqueza inigualável. Ali, na liberdade entro em contato com o meu eu profundo e nesse espaço, nesse “santuário” encontro Deus, que me ama e me oferece vida e amor e não exigências. Então posso encontrar paz e consequentemente transmitir paz a quem encontrar.


Padre Ezequiel Dal Pozzo - [email protected]

Classificados