Segurança

Acidente na PRC-280 causa cinco mortes

(Foto: Fotos: Marcilei Rossi/Diário do Sudoeste)

Um acidente envolvendo um ônibus da Viação Catarinense e um caminhão Mercedes Benz causou a morte de cinco pessoas no início da madrugada da última sexta-feira (11). A colisão aconteceu próximo ao quilômetro 192 da PRC-280, entre os municípios de Clevelândia e Mariópolis.
O ônibus fazia a linha Lages x Foz do Iguaçu, com saída as 17h, e segundo informações da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), transportava 28 passageiros, além do motorista. Morreram no local os passageiros Maria Padilha e Itamar Antonio Dalpizol, ambos de 56 anos de idade; Elisa Ferreira Macedo, 40 anos; Icléia Braguini de Souza, última vítima a ser identificada por familiares, e  o motorista, Roberto Donizeti Nunes, de 51 anos de idade. Pelo menos outros 14 passageiros ficaram feridos. A vítima ferida mais jovem é um bebê de três meses, que viajava com a mãe e uma irmã também menor de idade. 
O motorista do caminhão sofreu ferimentos. De acordo com o aspirante Romildo, da Polícia Rodoviária Estadual, ele foi submetido ao teste de etilômetro que constatou a presença de 0,41 miligrama de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. 
Segundo o aspirante, dirigir sobre o efeito desta quantidade de álcool é considerado crime. Até 0,30 miligramas é considerado infração de trânsito. 
O homem, que estava sozinho no caminhão, foi liberado do hospital e encaminhado para a delegacia de Pato Branco no fim da manhã de sexta.
Em entrevista à TV Sudoeste, a delegada Franciela Alberton Biava informou que ele foi autuado em flagrante por homicídio culposo e lesão corporal na direção de veículo automotor, ambos qualificados pela embriaguez.
Em nota, a Viação Catarinense lamentou o acidente. “A Viação Catarinense lamenta o ocorrido e está priorizando a assistência às vítimas e a seus familiares e colaborando com as autoridades para esclarecer as causas do acidente. A empresa confirma o óbito de seu colaborador e está prestando assistência a sua família. O veículo circulava em velocidade regular”, disse o comunicado enviado à imprensa.

Classificados