Região

Chopinzinho investe em proteção de nascentes

Para garantir melhor qualidade da água ao produtor rural, a Administração Municipal de Chopinzinho, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente, entregou na quinta-feira (16) kits de proteção de nascente para 60 moradores. Também foram entregues 400 cloradores. No total, foram investidos R$ 25 mil, do Fundo Municipal de Meio Ambiente. 
O principal objetivo com a ação foi aumentar a qualidade da água que chega às torneiras das famílias, o que consequentemente melhora a qualidade de vida das pessoas. “Em um primeiro momento, é uma atitude barata, mas é extremamente necessária para garantir a potabilidade para consumo humano”, ressalta o secretário de Agricultura, Idevaldo Peretti. Para os que utilizarem esta água aos animais, também sentirão reflexos na qualidade dos produtos e da higienização. 
Antes da realização do projeto foi identificado o problema com a água, especialmente no que se referia à proteção de nascentes. “Entendemos que água é qualidade de vida. Se nós investirmos na proteção, teremos melhor água e menos problemas de saúde”, afirma o prefeito Álvaro Scolaro, ressaltando que com este incentivo a Administração resolve a situação. 
Além deste investimento, vem recebendo melhorias na água as comunidades de Santo Antônio (com proteção de fonte de uso coletivo), Santa Inês (com expansão da rede de abastecimento, atendendo mais famílias) e São Francisco (que vai receber água tratada até o Distrito). 
Cada kit já está disponível e é composto por materiais como areia, cimento, canos, tijolos, ferro e rachão, em quantidades necessárias para cada propriedade. Os técnicos da Prefeitura visitaram as nascentes para verificarem as quantidades necessárias e darão suporte técnico. Serão realizados dois tipos de proteção de nascentes: solo cimento com sistema de fonte escondida (onde não há acesso de contaminantes) e o sistema tradicional (com cerca e colocação de tampa). Os interessados que ainda não se inscreveram têm prazo até dezembro e devem procurar a Secretaria de Agricultura. 
O produtor da comunidade de Santa Cruz, Delvair Antônio Richardi, tem duas nascentes em sua propriedade. Ele conta que, até então, o cuidado com a fonte de água existia, mas não fazendo todos os procedimentos necessários. “Às vezes a gente acha que não é de tanta importância, até chegar alguém e abrir o modelo e mostrar que funciona. Água a gente usa para tudo. Acho que com isso vai só melhorar”, diz.

Classificados