Pato Branco

Campanha é estendida para R$ 1 milhão

["Atualmente cerca de 140 pacientes recebem atendimento diariamente da Funda\u00e7\u00e3o "] (Foto: Helmuth Kühl/ Diário do Sudoeste)

Com pouco mais de um mês do seu lançamento [Campanha Edificação Solidária, que tinha por objetivo a arrecadação de R$ 500 mil para a modernização da Unidade Oncológica de Pato Branco foi lançada em 11 de abril], a direção da Fundação Sudoestina de Combate ao Câncer, juntamente com o Instituto Policlínica, Grupo de Amigos da Mama (Gama) e Instituto Regional de Desenvolvimento Econômico e Social (Irdes), anunciou um nosso passo da ação.

Se inicialmente o valor que se buscava arrecadar era de R$ 500 mil, agora passa a ser de R$ 1 milhão.

A alteração do valor a ser arrecadado, já vinha sendo cogitada dentro do grupo gestor da campanha, contudo, de fato ocorreu após na segunda-feira (20), em uma reunião em Curitiba, o governo do Estado ter anunciado um aporte de R$ 500 mil para a revitalização da estrutura que abrigará o novo acelerador linear da Unidade Oncológica de Pato Branco.

De acordo com o diretor geral da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), Nestor Werner Junior, o repasse do recurso será via convênio com o Instituto Policlínica. Ao Diário do Sudoeste, Nestor disse acreditar que “[o recurso] provavelmente será repassado em parcelas”, no entanto, “ainda não foi definido.”

O diretor geral da Sesa também afirmou que “seguiremos a política nacional, organizando a rede de atenção, com uma forte intenção de aumentar a eficiência da regulação para diminuir tempo de espera em filas, respeitando a lei dos 60 dias”, ao ser questionado como o Estado pretende atuar na área oncológica.

“Os recursos vêm em boa hora e farão diferença na vida dos pacientes que lutam contra o câncer diariamente e dos familiares que acompanham a rotina”, contou o deputado Estadual Luiz Fernando Guerra.

O chefe da Casa Civil, Guto Silva, reconheceu o empenho do deputado para a liberação dos valores. “O deputado intermediou junto à Secretaria de Saúde e ainda conseguiu um veículo para transporte de pacientes.”

Arrecadação

Segundo a coordenação da campanha, outro fator que contribuiu para a nova meta da Edificação Solidária, é o faro de que entre doações efetuadas e prometidas a arrecadação já totaliza R$ 810 mil, ou seja, recursos suficientes para o objetivo inicial, mas que também possibilita a continuidade do projeto definido anteriormente, que compreendem a ampliação da estrutura física e outras benfeitorias em áreas já existentes.

De acordo com Osmar Gabriel, “como houve a superação da meta de arrecadação da campanha, resolvemos entrar na segunda fase do projeto”, revela o presidente do Conselho de Instituidores da Fundação Sudoestina de Combate ao Câncer.

Conforme Gabriel a nova meta atende à necessidade de ampliação do último andar; reforma da sala de fisioterapia; reconstrução da sala de emergência; instalação de elevador; além de outros equipamentos que são essências devido o acelerado linear, como ar-condicionado especial e parte elétrica e eletrônica.

Equipamento

O acelerador linear, é um equipamento que foi doado pela Itaipu Binacional e que na sexta-feira (24) deve sair dos Estados Unidos, a previsão é de que o equipamento esteja em Pato Branco em creca de 60 dias, o que na visão do presidente do Conselho de Instituidores da Fundação torna necessária a edificação completa em 90 dias.

Segundo ele, com o funcionamento do equipamento, “vamos ter uma unidade de Radioterapia completa”, lembrando que Pato Branco passará a dispor de dois equipamentos com esta finalidade.

Doações

Organizadores do movimento de arrecadação criaram contas correntes nas instituições financeiras parceiras, para que sejam feitas doações exclusivas para a campanha Edificação Solidária. São elas: Sicredi - Conta corrente 13525- 3 Agência 0737; Sicoob - Conta corrente 24.660-3 Agência 4390-7; Uniprime - Conta corrente 003175-5 Agencia: 4401; Evolua - Conta corrente 10.174-5 Agencia: 0113-9; e Cresol – Conta corrente 2008-7 Agência 26.936-0.

Também pode ser feita doações no site www.meiomilhao.com.br. Os agricultores também podem ajudar, autorizando as cooperativas a destinarem sacas de soja para a campanha.

Pacientes

Atualmente, cerca de 140 pacientes recebem atendimento diariamente e o número tende a ser ampliado com o novo equipamento, gerando, inclusive, incremento de receitas para a economia.

Atualmente o Serviço de Oncologia atende 22 municípios pelo SUS, sendo 15 sudoestinos e sete catarinenses, de localizadas vizinhas, atendendo uma população próxima de 300 mil habitantes, que futuramente poderá ser ampliada.

Classificados