Geral

Amigos de bióloga se mobilizam para viabilizar tratamento de saúde

A coluna de Nina sofre envelhecimento precoce; bióloga precisa de cirurgia e reabilitação (Foto: Arquivo Pessoal)

A bióloga Nina Ferreira é uma pessoa rara – e vai muito além de sua generosidade e, por causa dela, ser muito querida por muitos amigos. Ela tem um problema em que sua coluna sofre envelhecimento acelerado, o qual os médicos definem como predisposição genética. Isso contribuiu para que surgissem diversas hérnias de disco, e uma em especial resolveu chamar a atenção, crescer absurdamente, comprimir os nervos e a impedir de andar. Ela é tão grande que nenhum profissional da saúde acredita em um quadro desses para uma pessoa de 27 anos.

“Não posso trabalhar o quanto preciso, nem ter a rotina normal que gostaria. Já faz alguns meses que mal consigo andar”, descreve.

Ainda com todo o desconforto do problema, Nina sempre o achou banal perto de outros que conheceu mais de perto, quando passou a fazer exames pelo SUS. Mas chegou em um momento que ela não pode mais suportar. “Sempre fui expert em fingir estar bem, mas não deu mais para enganar. A dor te torna impaciente, rabugento, triste. Mas ela também te faz ver o seu mundo com outros olhos. Eu sou orgulhosa, perfeccionista e odeio precisar de ajuda. Ninguém espera adoecer. Muito menos espera adoecer e não poder pagar o tratamento. Admitir que preciso de ajuda dói mais que a dor física”, desabafou.

Vendo Nina nesta situação difícil, seus amigos se mobilizaram para ajuda-la a superar sua condição, que precisa de uma cirurgia e meses de tratamento intenso até que ela fique realmente bem.

O primeiro passo foi pedir ajuda com o crowdfunding, aquelas vaquinhas virtuais, e o objetivo é arrecadar o valor da cirurgia.

Quem puder ajudar com qualquer valor, o link é https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-a-nina-nina-ferreira.

O segundo, foi arrecadar brindes para fazer uma grande rifa. O resultado foi surpreendente. Quem comprar um número da rifa para ajudar a Nina no valor de R$ 5 vai concorrer a uma cesta de frutas, uma cuia decorada, uma drenagem linfática no método Renata França, dois ensaios fotográficos, uma esfoliação fácil, um fardo de cerveja, um kit com 200 salgados, um kit balanceamento e geometria, um kit energético Alien, dois kits Natura (um feminino e um masculino), um kit microdermoabrasão da Mary Kay, dois kits tupperware, duas limpezas de pele, uma massagem relaxante, um pijama feminino, uma saia/canga de tecido com crochê, três tatuagens, um vale Natura no valor de R$200, dois lanches + dois chopes, duas garrafas de vinho e 50 docinhos.

As rifas estão sendo vendidas pelos amigos da Nina e também são encontrados no Glória Café (Avenida Tupi, 1.887. Em frente à Flessak) e Veterinários com Amor (Rua Paraná, 588). Quem quiser pode também ajudar a vender a rifa.

A terceira parte do plano para ajudar a Nina é a realização de uma edição da Noite do Rock, que está sendo organizada a fim de arrecadar fundos para o seu tratamento. De todas as ações, essa é a preferida da bióloga. “Gosto de imaginar que pude proporcionar mais um evento bacana na cidade, mesmo que eu não possa ir”, fala.

Ela diz que está tendo mais ajuda do que esperava, “e isso é ótimo. Mas, mesmo que o risco seja maior, se conseguir a cirurgia pelo SUS, vou dar preferência. Quero fazer algo por alguém que precise com o que sobrar de toda essa arrecadação. Eu tenho sorte em ter amigos e toda essa ajuda, não fosse isso jamais conseguiria a reabilitação adequada que vou precisar. A minha tristeza é que a maioria não consegue isso tudo”, finaliza.