Pato Branco

Aeroporto de Pato Branco será inaugurado hoje

Recursos investidos no aeroporto, são da ordem de R$ 15 milhões (Foto: Rodinei Santos/Assessoria PMPB)

Esta quinta-feira (10), a inauguração do novo Aeroporto Municipal Juvenal Cardoso pode-se dizer, será marcada por momento tido como prioritário para o setor aéreo do Estado. O início dos voos regulares em Pato Branco, foi marcado um dia após o primeiro voo desta natureza em Toledo (também com ligação a Curitiba), garantindo assim, uma nova cobertura no que se refere a rotas regionais.
Em especial a linha de Pato Branco, que aguarda liberação para ser quatro vezes por semana, deve atender usuários do Sudoeste e do oeste de Santa Catarina que tenham como destino inicial Curitiba, ou vão se valer de alguma conexão, a partir da capital do Estado.
Contudo, ao mesmo passo que uma estruturação aérea é descrita como necessária, diretores da companhia Azul Linhas Aéreas, responsável pelos voos comerciais, a intenção é de ampliar ainda mais a oferta, não sendo descartada a possibilidade de operação todos os dias nos próximos meses. 
Inicialmente, a ligação entre Pato Branco e Curitiba acontecerá semanalmente, às quintas-feiras. “Acreditamos muito no potencial da região, que agora terá condições de criar novas oportunidades de negócios e fomentar a economia local. Nossa intenção é de ampliar a nossa malha na cidade e estamos aguardando, ansiosamente, pelas certificações do Aeroporto, para oferecer à população cinco ligações semanais com Curitiba”, afirma o diretor de Alianças da Azul, Marcelo Bento.
Esperada pela comunidade como um sinal de desenvolvimento regional, a inauguração da nova estrutura tem confirmada a presença do governador do Paraná, Carlos Massa, Ratinho Junior; o vice-governador, Darci Piana; o chefe da Casa Civil, Guto Silva; o assessor da Presidência para Assuntos Institucionais da Azul Linhas Aéreas Brasileiras, Ronaldo Veras; além de deputados, prefeitos e demais lideranças do Paraná e Santa Catarina.
Para o prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi a operação dos voos regulares no Aeroporto Juvenal Cardoso, após a estruturação, representa uma conquista histórica para o sudoeste do Paraná e Noroeste de Santa Catarina. 
“Quero convidar a todos, para que possamos inaugurar o nosso Aeroporto com voos comerciais e também receber o primeiro voo comercial da empresa Azul, que estará iniciando seus trabalhos aqui em Pato Branco. Esta é uma conquista histórica, sonhada pelos pato-branquenses desde a década de 1950 e que, agora, atinge não somente Pato Branco, mas toda a região, sendo, assim, um vetor de desenvolvimento local e regional. Vamos prestigiar esse momento ímpar, para a nossa cidade e região”, afirma Zucchi.

Pensando no futuro
O secretário de Desenvolvimento Econômico de Pato Branco, Osmar Braun Sobrinho, pontua que os investimentos somam R$ 15 milhões. Foram aportados na obra recursos do governo federal — cerca de R$ 2 milhões, para o caminhão de combate a incêndio —; dos cofres estaduais, —R$ 2,87 milhões para pavimentação asfáltica da pista —; cerca de R$ 1 milhão de aporte da iniciativa privada por meio da Acepb e o maior aporte, dos cofres do Município.
Desde que assumiu a pasta, Braun vem se dedicando quase que exclusivamente para as obras do aeroporto e liberação de voos comerciais regulares, no entanto, o secretário, pontua que a inauguração de hoje, “é apenas a primeira parte.”
No planejamento do Executivo, o aeroporto de Pato Branco deve em breve passar por novas transformações, para assim passar a ter condições de receber aeronaves maiores. “Ato contínuo ao início da operação, temos um novo projeto para a ampliação do aeroporto”, afirma Braun, explicando que para o passo futuro, a pista não precisa ser ampliada, somente a área das cercas, o que interfere na área de aeródromo.
Ainda de acordo com Braun, esta nova fase, não vai resultar em interdições no aeroporto, mesmo que um novo terminal [1.200 m²] seja construído. Com relação à nova estrutura de terminal, ela deve ser construída na antiga pista de motocross.
O secretário revelou que entre desapropriações e construções o investimento para a próxima etapa deve superar R$ 50 milhões.

Certificações 
Em 2017, a Prefeitura de Pato Branco iniciou as intervenções estruturais no Aeroporto Juvenal Cardoso, inaugurado na década de 1950, visando à certificação e à operação dos voos regulares. 
Em 2018, paralelamente às capacitações da equipe que atuará no local, técnicos da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) fizeram vistorias do processo de certificação do Aeroporto. 
Braun confirmou que mesmo que informalmente esteve reunido esta semana com diretores do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta 2), mas que nos próximos dias ele deve se reunir formalmente, para assim, apreciar todos os pontos da documentação do aeroporto de Pato Branco.
De forma otimista, o secretário afirma que “falta pouco para a certificação do aeroporto”, completando “acredito que ainda neste mês de janeiro, a documentação seja aprovada no Cindacta 2 e passe a ser encaminhada para o Decea e para a Anac, seguindo os trâmites.”
Na visão do secretário, com o início dos voos comerciais, Pato Branco comprova que está regular a estrutura proposta do aeroporto.

Operação por instrumentos
“Temos toda a aparelhagem instalada para a operação de voos por instrumentos”, disse Braun, afirmando já ter sido contratado um funcionário para operar os equipamentos há mais de um mês. 
No entanto, o secretário explicou que o documento que é aguardado do Cindacta 2, é justamente o que vai permitir voos por instrumentos.
Até que este documento não seja expedido, não podem ocorrer pousos e decolagens noturnos em Pato Branco, também em condições de mau tempo.

Classificados