Segurança

2º SGBI comemora os 106 anos do Corpo de Bombeiros do Paraná

["Os bombeiros que receberam medalhas e men\u00e7\u00e3o honrosa ao m\u00e9rito"] (Foto: Adenir Brocco)

O 2º Subgrupamento de Bombeiros Independente (2º SGBI), de Pato Branco, comemorou na sexta-feira (5) os 106 anos do Corpo de Bombeiros do Paraná. O aniversário é no dia 8 de outubro, mas a solenidade foi antecipada, devido às eleições, por determinação do comandante geral da corporação, o coronel Fábio Mariano de Oliveira. Além do capitão Alecsander Aparecido Dornelas, comandante do 2º SGBI, participaram da solenidade o major Getúlio Ferreira de Lima, que está respondendo pelo comando do 3º Batalhão da Polícia Militar (3º BPM), e o delegado-chefe da 5ª Subdivisão Policial (5ª SDP), Getúlio de Morais Vargas, entre outras lideranças civis e militares.

O capitão Dornelas informou que foram realizadas atividades durante toda a semana e na sexta-feira (5) a solenidade em comemoração aos 106 anos do Corpo de Bombeiros do Paraná, que foi marcada pela entrega de medalhas para dez bombeiros por tempo de serviço e menção honrosa ao mérito para os militares que se destacaram durante o trabalho ou missão. A medalha de ouro corresponde 30 anos de serviços, prata 20 e bronze 10.

Dornelas acrescentou que o 2º SGBI está com um efetivo entre os melhores do Estado, em termos de números, pois o previsto é 156 e estão com 118 e mais 10 em fase de formação. “Estamos com um efetivo bom comparado a outras regiões do Estado. Claro que o ideal é que estivesse com o número completo”, afirmou.

Com relação a viaturas, Dornelas informou que estão com um número razoável, mas sempre tem desgaste, sendo necessária a substituição de alguns veículos a cada dois anos. Ele disse que estão pleiteando para o próximo ano a aquisição de novas viaturas por parte do Estado e repasse de algumas para o 2º SGBI.

De acordo com Dornelas, o maior índice de ocorrências continua sendo de acidentes. “Mesmo com a presença do Samu, o pré-hospitalar continua sendo o maior número de atendimentos na região. No Paraná inteiro é basicamente a mesma situação”, completou.

Medalhas

Durante a solenidade receberam medalha de ouro, que corresponde 30 anos de serviço: o sargento Vilmor Luiz Balena e o cabo Antonio Ademir dos Passos Silva. Prata, por 20 anos de trabalho: tenente Reginaldo Aredes da Silva, sargentos Laertes Stefano Wurschke e Adriano Ferreira da Silva, cabos Edson Antônio Pereira e Ari Zimpel, e os soldados João Carlos Cordeiro e Gláucio Sendeske. Menção honrosa ao mérito, por destaque na missão: sargento Adriano Ferreira da Silva, cabos Marcio Greco e Evânio Menegotto Fin e o soldado Madson Geraldo Donini Coimbra.

Classificados