Nelson da Luz Junior
Soubemos que a Nemesis vai lançar alguns sons
Os guris da Nemesis (Foto: Laís Guerra)

Parece que o pessoal do rock pesado de Pato Branco vai ter em breve mais um EP para chamar de seu. Depois de Dying Suffocation, The Fallen e Southkiller, a banda Nemesis também deverá lançar algumas composições próprias.

De acordo com Everton Weiss, guitarrista e backing vocal, o quarteto de thrash metal tem pelo menos oito músicas já em fase de gravação e produção. Uma delas, “World of Wolves”, já foi divulgada em versão demo.

Everton adiantou que o material será divulgado na medida do possível. O pessoal da Nemesis já toca a uns dois anos e meio, prazo necessário para sentirem firmeza na qualidade do material que pretendem mostrar. 

“No fim do ano passado resolvemos gravar as músicas, pois sentimos que já dava pra mostrar o trabalho pra galera. Esse ano esperamos encontrar lugares pra tocar, porque já tá na hora kkk”, conta Everton, que além da Nemesis está em outro projeto num viés mais harcore, a Ofensa, banda que conta também com Brenda Busnel Marangon, Fabiano Marangon e João Pedro Raldi.

Já a Nemesis é formada ainda por Tobias Luiz Marchioro, na bateria, Bruno Bresolin Ayres, na guitarra e backing vocal e Benhur Veras, no baixo e vocal.

Everton conta que eles ouvem de tudo, mas lá no fundinho os ingredientes principais do som da Nemesis vêm de Metallica e Megadeth, esta última, inclusive, faz parte da lista de covers que os guris costumam tocar.  

No ano passado, o grupo foi a terceiro colocado no UTFPR In Concert, festival de talentos musicais da UTFPR e um dos principais eventos de música de Pato Branco. Além disso, a Nemesis também tocou no Natal Selvagem, spin-off do festival Sudoeste Selvagem.   

Everton já lida com esses assuntos faz um bom tempo. Sua primeira banda foi a Molislips, que viveu lá entre os anos 2000 e 2003. Para ele, música significa persistir. “Antes de ser convidado pra tocar no Nemesis, eu estava desistindo de tudo, pois não encontrava a galera pra tocar mais esse tipo de som por aqui. Me empolguei de volta com isso”. Quem bom, Everton.

Ouça “World of Wolves”: