Paraná

Programa vai melhorar condições de moradia de comunidades carentes

Cerca de 1.350 famílias residentes em condições precárias e irregulares em dezenas de municípios paranaenses serão beneficiadas por projetos de habitação popular do Governo do Paraná. A iniciativa faz parte do Programa Integrado de Inclusão Social e Requalificação Urbana, dentro do programa Família Paranaense.

As ações da habitação estão sendo elaboradas pela Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar). A empresa é responsável pela assessoria e acompanhamento técnico da construção de novas moradias, reformas, regularização fundiária para famílias que ocupam áreas de risco, ilegais ou de proteção ambiental com pouco ou nenhum acesso ao sistema de serviços públicos, além de articular a reabilitação ambiental das áreas desocupadas.
Programa 
O Programa Integrado de Inclusão Social e Requalificação Urbana – Família Paranaense tem investimento total de R$ 313 milhões (US$ 100 milhões) e oferta uma rede de serviços para as famílias em vulnerabilidade social. O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) financia o programa, que atenderá 22 mil famílias, dos 156 municípios considerados prioritários.
Parte do investimento, que soma R$ 76,6 milhões, será destinada especificamente a projetos de habitação para famílias residentes em condições precárias. Serão construídos conjuntos residenciais e obras de urbanização pelo Estado.
Além da habitação, o programa abrange ações nas áreas de agricultura e abastecimento, assistência social, ciência e tecnologia, desenvolvimento urbano e meio ambiente, esporte, lazer e cultura, saneamento e energia elétrica, segurança alimentar, segurança pública, entre outras.

Localidades 
A primeira etapa do programa prevê a construção e adequação de moradias para 700 famílias que ocupam áreas de risco ou de proteção ambiental em seis municípios do Estado. Os bairros selecionados de cada cidade irão passar por um aprimoramento com reformas de casas, construção de novas residências no lugar das antigas ou até mesmo realocação para novos espaços em casos onde haja risco para as famílias.
Rebouças, no Centro-Sul do estado, é a primeira cidade a receber o benefício de moradias do programa, com previsão de início das obras para junho deste ano. No início deste mês, representantes do BID estiveram no município para acompanhar o andamento do programa, que beneficiará 54 famílias da Vila Facão.