Região

Estagiária suspeita de agredir bebê em creche é solta

O caso repercutiu depois que a mãe do bebê divulgou o vídeo com as agressões no facebook. O fato ocorreu em um Centro Municipal de Educação Infantil de Salto do Lontra

Desde o dia 12 de abril, quarta-feira passada, Érica Tonieto, estagiária suspeita de agredir um bebê de sete meses no Centro de Educação Infantil Educadora Maria Bonin Fachinello, em Salto do Lontra, deixou a carceragem da 19ª SDP de Francisco Beltrão e responde o processo em liberdade.

Segundo o delegado Sandro Spadotto Barros, o inquérito já foi relatado – uma semana antes da soltura – e agora o promotor deverá fazer a denúncia. A estagiária foi presa no dia 29 de março. “O processo agora está no Fórum da Comarca de Salto do Lontra, e há a possibilidade de responder em liberdade. A pena mínima é dois anos e ela é ré primária”, salienta. A reportagem não conseguiu apurar se a promotoria fez a denúncia por tortura ou maus-tratos.

 

Entenda o caso

Na noite de sexta-feira, dia 24 de março, um vídeo ‘viralizou’ nas redes sociais e causou a revolta de moradores do Sudoeste. Nas imagens, uma professora (estagiária) é flagrada agredindo um bebê de apenas sete meses. Ela esta sentada, com o celular na mão e a criança chorando, deitada de bruços. O choro do bebê aumenta, e em determinado momento a mulher joga o menino no colchão e dá fortes palmadas, além de gritar.

O vídeo postado no facebook pela mãe da criança denuncia as agressões da funcionária, que trabalhava no Centro Municipal de Educação Infantil Educadora Maria Bonin Fachinelo, no bairro Cooperativa, em Salto do Lontra. Conforme informações apuradas pela imprensa, a prefeitura ficou ciente do caso ainda na segunda, dia 20, e imediatamente afastou a estagiária da função.