Brasil

Biblioteca Mario de Andrade deixará de funcionar de madrugada

A gestão João Doria (PSDB) decidiu que o fechamento da Biblioteca Mario de Andrade, no centro, durante as madrugadas, começará na próxima segunda-feira, 24. A mudança no horário de funcionamento já vinha sendo estudada. Ela é justificada pela Secretaria Municipal de Cultura pela relação entre o alto custo e o pouco público da operação da biblioteca na madrugada. A biblioteca funcionará agora das 8 horas às 22 horas.

Em nota divulgada pela secretaria, o diretor da biblioteca, Charles Cosac, afirma que "o funcionamento da biblioteca 24 horas por dia é uma ótima ideia para dar visibilidade à Mario de Andrade, mas custa muito caro para o retorno real que dá à sociedade."

Os dados apresentados pela pasta são de que a operação da biblioteca de madrugada custaria R$ 1,4 milhão por ano e que, com a mudança de horário, haveria uma economia de R$ 800 mil. "Estamos abertos a conversas com a iniciativa privada que queira subsidiar o funcionamento da madrugada, além de outros projetos", diz o diretor, ainda por meio de nota.

Ao divulgar os dados, a secretaria publicou estudo que contou com 409 frequentadores no período das 22h às 8h. A medição foi feita entre os dias 18 e 24 de março. No período, foram emprestados 217 livros. O balanço não trouxe dados comparativos com outros períodos do funcionamento noturno.

Paralelamente à mudança de horários, a Prefeitura anunciou melhorias para o espaço, como a inauguração da biblioteca infantil e aumento do número de funcionários nos turnos diurnos.

O funcionamento da Mario de Andrade às madrugadas começou em outubro de 2015. Ela é a maior biblioteca da cidade. O acervo circulante tem 53 mil livros. A biblioteca fica entre a Rua Xavier de Toledo e a Praça Dom José Gaspar, na Consolação.