Mundo

Indicado para secretário de Estado rechaça frases de Trump contra os mexicanos

11/01/2017 às 19:08 - Atualizado em 11/01/2017 às 19:08

Indicado para ser o próximo secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson descartou nesta quarta-feira referir-se aos mexicanos como "violadores" ou "criminosos", como qualificado pelo presidente eleito Donald Trump quando lançou sua campanha presidencial, em junho de 2015. Tillerson também se recusou a responder se seu trabalho no governo será dificultado após os insultos proferidos por Trump.

Durante a audiência celebrada pela Comissão de Relações Exteriores do Senado, o senador democrata Bob Menéndez perguntou ao ex-executivo-chefe da Exxon Mobile se os insultos de Trump complicariam seu trabalho com o México.

"Eu nunca descreveria uma população inteira com apenas um adjetivo", afirmou Tillerson, que qualificou o vizinho como "um amigo desse país". "Vamos nos relacionar com o México porque são importantes para nós neste hemisfério. Temos muitos temas em comum", afirmou.

Horas antes, Trump anunciou durante entrevista coletiva que logo após assumir, no dia 20, começará a negociar com o México o financiamento de um muro ao longo da fronteira entre os países. Trump disse que os EUA pagarão pelo muro, mas serão reembolsados pelos mexicanos. Fonte: Associated Press.

Publicidade
Loterias

MEGA SENA

Concurso 1896 21/01/2017
  • 25
  • 6
  • 14
  • 21
  • 3
  • 15
Enquete

Você é a favor do voto facultativo ou entende que ele deve permanecer obrigatório?

Publicidade
Publicidade
Publicidade