Nelson da Luz Junior
Skank revisitado

Coletânea reúne nova geração de músicos em homenagem à banda mineira. Cinco paranaenses estão no projeto

Em mais de vinte anos de carreira os mineiros do Skank se reinventaram algumas vezes. Foram do reggae presente em discos como Calango (1994), até as influências britânicas evidenciadas a partir de Maquinarama (2000), espalhando ainda doses de vários outros gêneros pela sua discografia.

(Foto: Divulgação)

Mas uma habilidade foi constante na trajetória do quarteto, a de produzir grandes hits. O Skank soube ultrapassar muito bem as mudanças do mercado fonográfico, se mantendo em evidência com sucessos constantes, feitos com uma receita pop que costuma agradar a diferentes públicos.

Muitos desses sucessos vão ganhar uma nova roupagem na coletânea “Dois Lados”, tributo que trará nomes da nova safra da música brasileira revisitando o trabalho do Skank.

Será um álbum duplo, com 30 faixas e três bônus tracks, interpretadas por 34 artistas, de 15 estados. Cinco paranaenses estão na coletânea, A Banda Mais Bonita da Cidade; Ana Larousse e Leo Fressato; Tuyo e Nevilton.

O projeto independente e sem fins lucrativos – cada artista arcou com sua própria gravação - será disponibilizado para download gratuito no site Scream & Yell (screamyell.com.br) e em suas redes sociais. A previsão de lançamento é junho.

“Dois lados” é um projeto idealizado e produzido por Pedro Ferreira, produtor que também lançou tributos semelhantes ao Los Hermanos e à Milton Nascimento e o Clube da Esquina - respectivamente as coletâneas Re-trato, de 2012, e Mil Tom, de 2015.

Ferreira acredita que o sucesso do Skank abriu caminho para toda uma nova geração de artistas, não só de Minas Gerais, mas de todo o Brasil, entusiasmados pela possibilidade de fazer música de qualidade e com forte apelo popular. “Será uma oportunidade para entender, de forma definitiva, o valor do legado do Skank, e de que forma ele atingiu e inspirou as pessoas durante todos esses anos”, diz o produtor.

Casting e faixas de “Dois Lados”

Wado (AL) – Dois Rios    

Leo Fressato e Ana Larousse (PR) – Tão Seu 

(Fotos: Bianca Kovach/Reprodução - Facebook)

Costa Gold (SP) – Jackie Tequila

Ana Muller (ES) -  Acima do Sol

Phillip Long (SP) – Resposta

André Gonzales (DF) – Ainda Gosto Dela 

Dani Black (SP) – Saideira

Francisco El Hombre (SP) -  Pacato Cidadão                       

Zé Manoel (PE) - Tanto (I Want You)

Phill Veras (MA) – Vou Deixar

Rico Dalasam (SP) - Balada do Amor Inabalável

Seu Pereira e Coletivo 401 (PB) – Ela Me Deixou

Nevilton (PR) - Te Ver

(foto: Luiz Maximiano)

Teago Oliveira (BA) – Esmola

Manitu (MG) - Garota Nacional

Quarup (SP) – Vamos Fugir

Lulina (PE) – Indignação

Jéf (RS) – Sutilmente

André Abujamra (SP) – Sem Terra

Garotas Suecas (SP) – Mandrake e os Cubanos

A Banda Mais Bonita da Cidade (PR) – Canção Noturna

(Foto: Breno Galtier Photography) 

Cobra Coral (MG) – Esquecimento

Graveola (MG) – Baixada News

Transmissor (MG) - Siderado

The Baggios (SE) –  A Cerca

Tuyo (PR) -  Três Lados

(Foto: Arnaldo Belotto)

Ian Ramil (RS) – O Homem Que Sabia Demais

Medulla (RJ) – As Noites

As Bahias e a Cozinha Mineira (SP) - É Proibido Fumar

Fernando Anitelli (SP) – Formato Mínimo

Esteban (RS) – Mil Acasos

Selvagens à Procura de Lei (CE) – Ali

AnaVitória (TO) – Amores Imperfeitos